Postagens

Mãe Frustrada

Eu sou uma mãe frustrada, estudei um monte sobre desenvolver infantil, li textos em blogs, livros, revistas, assisti vídeos e mesmo assim não consigo ser a mãe que de tudo dá conta.
Estou acima do peso porque não tenho vontade de fazer atividade física (de vez em quando marido e eu saímos pra correr, mas temos 0 disciplina) e também não me privo de comer nada e todo mundo sabe que pra perder o peso pós gravidez, basta querer.
Estou levando quase o dobro do tempo pra me formar, porque quando meus filhos estão com menos de um ano faço o mínimo possível na faculdade para poder me dedicar a eles e todo mundo sabe que é possível cuidar de filhos, tirar apenas nota 10 e se tornar no tempo certo.
Além que meus filhos passam muito tempo ligados a eletrônicos, porque é mais fácil do que lutar para entrete-los.
Hoje mesmo (estou escrevendo esse post no dia 15/01), antes do almoço, desliguei o celular e fui com Cecília pro quarto, com a intenção de fazê-la dormir. Cantei, fiz carinho, dei beij…

#maternidadereal

Eu estou escrevendo esse post pelo aplicativo do blogger, sentada na cama, meus filhos dormem cada de um de um lado meu. Dormem plácidos e serenos, dá uma foto bonita para o Instagram, mas eu não sou dessas. Minha casa não é o cenário perfeito para o Instagram, tenho lá minhas inseguranças de postar foto, mas voltemos as crias...
Uma hora atrás os dois estavam chorando, os dois queriam colo, saíram no tapa, Cecília se manchou, peguei ela no colo e Ravi chorou, então ela levantou. "Vem Vavi, toio" e cedou o colo pra ele, em menos de 10 minutos eles já tinham se encaixado de um jeito em que os dois estavam no colo e aí dormiram.
As tretas são maternidade real, o amor entre os dois também.
Esses dias vi foto de uma mãe usando o vaso sanitário com filho no colo, acredito que a ideia era mostrar como ela é gente como a gente...
Numa outra oportunidade vi uma mãe dizendo que "tem umas aí que não aceitam a gente ter dado sorte".
Tem também aquele pai lá que diz que crian…

Pra eu não esquecer - Carne de que?

Família deitadinha assistindo TV antes de dormir (nas férias a gente até tem rotina, pero no mucho) e o programa escolhido foi Largados e Pelados.
O cara pega uma tartaruga e mata, e aí começa a nossa história:

-Mamãe, ele vai matar o bichinho, mas não pode, só pode carinho.
-Ele tá com fome filho, vai matar pra comer.
-Não pode!
- A gente come bichinho também.O bife vem da vaquinha, a linguiça vem do porquinho.
- Não! Não! A carne é de robô!

E fim da conversa!!!!
Tô achando que o curumim vai ser vegano, porque ele inventou um mecanismo de defesa bem brabo pra não aceitar que tá comendo bichinho....

I'll be back

Tem alguém aí?
A moda agora é instamom ou lista vip, né? Mas eu andei lendo umas postagens da época que Ravi era menor e tô achando muito válido voltar a escrever aqui pra ter minhas memórias acessíveis.
Tô voltando mesmo que seja pra falar sozinha (mas prefiro que tenha alguém pra ouvir)

It's been a hard day's night

Os últimos dias não foram muito fáceis por aqui, foram 7 longos e complicados dias...
Na noite da sexta, 27, Ravi acordou vomitando, em um intervalo de 2 horas, ele vomitou 10 vezes. Corre pra emergência, soro, volta pra casa 4 da manhã...passa o sábado meio assim, murchinho, diarréia líquida (nojinho de ler? imagina lavar as roupas).
Manhã de domingo, 29, é Cecília quem acorda vomitando, mesmo esquema, muito vômito, diarréia líquida, toma vonau. De noite vomita de novo, e amanhece na segunda molinha, apática, e lá vamos nós pra emergência. Soro de novo.
Terça-feira tem consulta de puericultura, perderam peso, mas é normal pelo tal Rotavírus.
Quarta-feira, seguem com diarréia, volto pra emergência, pediatra diz que é normal da "virose" e que vão perder ainda mais peso. Ravi não tem mais de onde perder peso
Quinta de manhã, Ravi volta a vomitar. Toma-lhe Vonau
Sexta a noite, Cecília reclama de dor pra fazer xixi. Emergência outra vez. Vamos no SUS, o atendimento é péssimo, vo…

Sobre meu próximo bebê...

Palma, palma, palma não priemos cânico...
Ontem no caminho de casa pra faculdade fiquei pensando no meu próximo bebê.
Cheguei a conclusão que o melhor ano para tê-lo seria 2021, porque Cecília já estará com 5 anos, desfraldada, desmamada (oremos) e minimamente independente, eu já estarei financeiramente estável (oremos em dobro) e minha casa terá espaço para 5 pessoas...
Com tudo isso em mente, só uma coisa me preocupa: Como vou amamentar o bebê caso ele chegue pra mim com menos de 6 meses? Existe algum remédio que ajude o corpo a produzir leite ? É considerado amamentação cruzada? É loucura?Pois é, meu próximo bebê será adotado. Até uns dias atrás eu planejava adotar uma criança maior, mas desde ontem tô com vontade de ter um bebezinho....
Mas por enquanto é só isso...
Só vou sentar pra pensar nos detalhes no fim de 2019, até lá tenho 2 anos pra organizar a vida...

(Oi gente, eu tô viva como vocês podem ver, eu não vou prometer aparecer mais vezes porque não vou conseguir cumprir)

Escolha o Amor

Oi gente, linda!!
Estou sumida porque tá corrido, durante o semestre letivo não dá pra manter o blog atualizadinho...
Mas, hoje eu vim fazer uma proposta pra vocês e compartilhar uma preocupação; se você usa qualquer rede social já percebeu que o ódio anda imperando por aí, todo mundo odeia quem pensa diferente, as pessoas xingam outras pelo simples fato de discordarem de algo. Eu tenho estado mundo preocupada com isso, com onde nós vamos parar com esse ódio cego que nos impede até de argumentar, e talvez eu faça um post bem explicadinho sobre isso, mas hoje vim propor a vocês que escolham o amor. Se vir alguém discordando de você e sentir vontade de bater boca, façam uma oração, prece, emane boas energias,  enfim faça o bem para aquela pessoa e siga em frente, se virem pessoas se ofendendo em comentários de redes sociais façam o mesmo. Espalhem o amor!!!!!
O bem sempre vence o mal, então façamos a nossa parte!!!
❤💞💝💜💛💚💙💗💖💕💓💘