24º DC: TPM e abobrinhas

A monstra está chegando e eu estou sentindo. Estou num tristeza de dar gosto, chorando por qualquer coisa e isso é o primeiro sinal da TPM, depois vem as cólicas, a irritação e por fim e vermelinha...e quando percebi que estava de TPM fiquei ainda mais triste, porque sinifica que não teve fecundação esse mês e que a encomenda não foi feita. E mesmo sabendo que no primeiro mês de tentativa seria dificilimo conseguir o bebê, eu estava cheia de esperança.
Aí você junta TPM, tristeza por não ter sido dessa vez, levantar cedo numa segunda de chuva, e adiciona nessa receita a seguintes abobrinha:

Professora chama a atenção da coleguinha por ela estar bocejando o tempo todo, então coleguinha diz não consegue prestar atenção na aula porque está com muito sono por ter passado a noite em claro cuidando dos filhos e o seguinte diálogo acontece.:
Professora: - Quantos meses eles tem?
Coleguinha: - 1ano e meio?
Professora:  -São gêmeos?
Coleguinha: -Sim, dois meninos.
Professora:  -Idênticos?
Coleguinha: -São
Professora:  -Você foi até quanto tempo?
Coleguinha: -7 e meio (eu já não confio muito em mulher que conta gestação em meses, mas essa sou eu, né), aí tive que encerrar a barriga estava muito pesada e como eu sou muito baixinha o médico achou melhor assim.

E a vontade de morrer ou matar? Desde quando ser "baixinha" e ter a barriga pesada é indicação pra cesárea? Os filhos dessa criatura nasceram prematuros porque a barriga dela estava pesando!!!! Eu acho que vou virar xiita mesmo e quando ouvir essas coisas vou sair explodindo a galera...
Já disse e repito, cada mulher tem direito de escolher como vai trazer seu filho ao mundo, desde que esteja consciente do que está fazendo...

E falando nisso cês viram a Debby dizendo que quer cesárea porque PN é pagar mico?

Mas como a vida é bela e essas coisas, felizmente, são minoria (ao menos ao meu redor) ao chegar em casa me deparei com esse artigo fantástico!

E pra finalizar na vibe, coisas boas deixo o link da Natacha Orestes, uma gestante que está lutando e pra trazer seu filho a vida de forma natural...

Acho que por enquanto é isso.

Comentários

  1. Não acreditei a hora que vi a reportagem da Debby, pagar mico é não fazer o parto normal com medo de pagar mico ¬¬...Mas que tem umas que a gente ouve e dá vontade de falar poucas e boas ah isso tem...Bjuss

    ResponderExcluir
  2. Tem gente muito sem noção nesse mundo viu!
    Mari, não esqueça que quanto menos ansiosa você ficar, melhor.
    Não pera, quem sou eu pra falar disso? Lembra das minhas ultimas semanas da gestação? KKKK
    Otima semana!

    ResponderExcluir
  3. mico é a existencia dessa retardada! quem é a fulana que eu nunca ví mais branca???

    aff aff afff

    rs

    obrigada pelo carinho no meu blog...

    bjinhos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados para evitar a fadiga, mas não se acanhe e comente ou me sentirei falando sozinha.

Postagens mais visitadas deste blog

A perda gestacional existe...e tem rosto.

Epifanias

Sapos e Princesas