Na vida coisa mais feia...

Advinha quem tá doente? Pois é...parece que os sintomas eram de virose fuen, fuen, fuen....

Pois bem, deixe-me começar o post que vim escrever.
Há 5 meses atrás eu era só alegria, pois faltava tão pouco pra conhecer o meu pequeno que eu não conseguia pensar mais em nada. Daí no dia 16 de outubro fui para a consulta pré-natal e a médica não conseguiu ouvir o coração do meu filho, fui pra maternidade, fiz exames constatei que ele precisava nascer com urgência pois eu estava em TP e o coração dele parecia que não ia aguentar e não aguentou. No dia 19 de outubro saí do hospital sem meu filho no colo e sem meu coração também, que morreu junto com meu filho.
Por que um post tão triste?
Porque esses dias vi uma coisa que me deixou bem pu...er... chateada.Vi uma mãe dizer que não recomenda a maternidade pra ninguém...e gente, como diz a belíssima música do Zeca Pegadinho (e mesmo que o ritmo não lhe agrade recomendo a canção) "Na vida coisa mais feia é gente que vive chorando de barriga cheia." A pessoa tem um(a) filh(a) saudável dentro de casa e fica reclamando? Olha eu fiquei com tanta vontade de responder a altura, mas em respeito a amiga que temos em comum deixei passar...
O que eu não recomendo pra ninguém é a dor de enterrar um filho, a maternidade eu recomendo pra todo mundo. Porque a sensação de amar uma pessoa, que te faz fazer xixi 517 vezes durante a noite, te chuta a costela, te faz engordar e te faz passar uma dor lazarenta antes mesmo de ver seu rosto é a segunda melhor do mundo, a melhor é ver o rostinho de olhando de volta, mas essa eu ainda não tive o prazer de sentir.

Comentários

  1. é revoltante Mariana, nossa, quantas e quantas vezes na loja onde trabalho as mães ficam reclamando dos filhos e xingando os filhos, nossa isso me parte o coração, porque só quem perdeu um filho mesmo sabe a importância daquele serzinho perto de nós.. Fica bem amiga, a nossa hora vai chegar ♥

    ResponderExcluir
  2. Oh, Mari... Eu nem consigo imaginar o que seja isso, mas logo, logo você estará com dois olhinhos te fitando, e dentro deles vc enxergará mais dois.
    Um beijo, minha amiga querida.

    ResponderExcluir
  3. Mari, espero que nao esteja falando do meu post, que foi em tOM DE HUMOR sobre o fato de ter que carregar 5kg todo dia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lud, eu falei sobre sua amiga que comentou numa postagem sua no Facebook que não recomenda a maternidade pra ninguém...tá escrito aí em cima que não respondi a ela por respeito a você.

      Excluir
    2. Ah entendi! Não esquenta nao, eu tenho mania de perseguição! hehehe

      Excluir
    3. E quando for assim, pode responder sim, tem doida lá que eu nem conheço direito, me add por causa do blog

      Excluir
  4. Nossa Mari, também me revolto demais com essas coisas! Só quem já passou pela dor da perda sabe o quão mesquinha a pessoa ta sendo! Poxa, se não queria ser mãe era só se cuuidar! Agora falar que não recomenda pra ninguem? Ce ta maluco! Esses dias tava lendo um post, nem lembro de quem era, mas que falava coisa parecida, até comentei, mas não com ignorancia, mas com a compaixao de uma mae de anjo, pra ver se elas se tocam que foram abençoadas por Deus com esses anjos na terra! Mas como vc disse com a musica "Na vida coisa mais feia é gente que vive chorando de barriga cheia." E infelizmente muitas reclamam de barriga cheia!

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Mari, este mundão está cheio de pessoas inconvenientes assim, afff!!!! De vez em quando me deparo com umas!#povosemnoção#

    ResponderExcluir
  6. Mari,

    Realmente tem gente que não deveria ser mãe ou, ao menos, deveria saber respeitar os sentimentos dos outros.

    Mas o que importa é que logo você terá o seu bebê nos braços, finalmente, e ele terá muito orgulho da mãe que tem!

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Mari linda.... tem gente que é sem noção.... é pq ela tem noção da dor de não poder gerar um filho.....

    mas amém, deixa o Senhor cuidar disso...

    tenho fé que em breve Deus nos dará uma surpresa linda!!

    bjões

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados para evitar a fadiga, mas não se acanhe e comente ou me sentirei falando sozinha.

Postagens mais visitadas deste blog

A perda gestacional existe...e tem rosto.

Epifanias

Sapos e Princesas