Enviados de Deus

Na minha época de religiosa, comecei a dizer que as pessoas muito chatas eram enviadas de Deus na nossa vida para fortalecer nossa paciência, e ontem me deparei com um extra enviado desses, por que olha....
Saímos com a sogra e depois marido decidiu ir visitar o primo dele, e lá fomos nós. Pois bem, a esposa do primo dele tem um filhinho de 10 meses, e assim que a sogra anunciou que eu estava esperando bebê de novo, começou o meu martírio...  "Nossa menina, mas não esperou nem o útero limpar.", respira, conta até dez e pressente que a visita vai ser comprida...
Daí a mulher, que eu nunca tinha visto na vida, pergunta se meu pé está inchado, sim está, andei mais que uma vaca pra chegar na casa dela. "Ih toma cuidado com isso, isso é pressão alto, se inchar corre pro hospital.". De novo, "respira r conta até cem".
"Olha, não dá mole pra médico não. Não acredita no que eles falam. Eu no fim da gravidez fiz 8 ultras.", marido todo solicito diz que faremos uma por mês, nessa altura eu já não queria mais falar e ela "Não, mas faz até mau pro bebê fazer esse tanto de ultra, eu fiz assim: uma com um mês, uma com 5, uma com 7 e no último mês fiz 8, mas era um tipo diferente era a doppler que pode, pra medir meu líquido aminiótico." E de novo: "Respira, conta até mil e não fala nada primeira vez que você vem na casa do primo do marido, não seja desagradável." E então a gente já estava indo embora, mas ela teve que complementar "E catuca bem esse bebê, não dá sossego não. Se sentir muito parado, catuca ele." E mais uma vez "Respira, conta até 10 mil porque estamos indo pra casa". E nós saímos da casa dela e quando estávamos parados no portão ÓBVIO que ela tinha que coroar o negócio, né? "Tá achando que vai ficar bonita depois, tem que usar umas camisolas enormes." E aí eu já estava virada no Jiraya "É, eu sei, já passei por um pós parto antes". E finalmente saímos de lá! (mas não sem o tio do marido já meio alcoolicamente alterado, ao saber da gravidez me dizer "não perde esse não, hein")

Acho que uma das razões de eu ter saído significativamente menos de casa desde outubro passado, são esses enviados de Deus, que costumavam ficar me interrogando sobre como tudo aconteceu e fazendo meu sentimento de culpa. E agora prevejo pessoas me ensinando a gerar crianças, porque, né? Eu não sei, da primeira vez não consegui...

E agora são 7h da manhã de domingo e eu estou acordada desde as 5h porque estou me sentindo péssima...PÉSSIMA. Todas as dicas amigas (e veja bem, eu tenho certeza que na cabeça dela ela estava ajudando) da colega lá, só serviram pra aumentar minha insegurança...

Comentários

  1. Mari, vc é muito paciente... eu mandava calar a boca e ainda completava com um tabefe na cara dela... Não brincadeira...
    Essas pessoas não merecem nem nossos comentários...
    Olha, sei que não vale muito a nossa opinião, mas, nada do que aconteceu foi culpa sua... Ninguém ama mais seu filho do que vc, ninguém queria mais o bem estar dele do que vc... Não se sinta péssima... E sabe o que eu acho? Quando essas pessoas começarem com isso vc deve dizer que não está afim ainda de falar sobre isso, ache uma maneira bem elegante né rsrsrs... mas deixa bem claro que esse é um assunto que não está aberto a comentários, conversas, perguntas, nem nada....
    Essa ainda era casada com o primo do marido, eu tenho que conviver com a minha sogra que é exatamente desse jeito...
    Fique bem, querida...

    Beijoooos

    http://esperadomeupresentinho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ai Mari, não há a MENOR dúvida de que essas pessoas são mesmo enviadas de Deus para nos dar mais paciência e resignação. Sei que é difícil, mas deixe entrar por um ouvido e sair pelo outro. Gestação não é feita de dica nenhuma, tem mulher que descobre que está grávida na hora de parir! Não fez pré natal, não fez ultra, não catucou o bebê, nem nada! Tem moradora de rua que engravida. Dorme no chão, não é do lado esquerdo, vive sobre estresse constante, não toma ácido fólico, vitaminas, nem nada, e tem um bebê lindo e saudável. O seu corpo dá conta de tudo, não se preocupe. O que aconteceu está no passado, foi uma fatalidade. Você já está no segundo semestre, linda, com todos os sintomas normais de uma gravidez, está tudo ok. Tente ficar tranquila e não deixar certos comentários te atingirem. É difícil, mas tenho certeza que pelo tamanho do amor que você tem pelo bebezinho, você conseguirá. Fica bem, tá?

    ResponderExcluir
  3. Não liga não, se afasta porque não vale a pena se sentir mau por uma pessoa tão pequena. Acho que ela perdeu várias oportunidades de ficar quieta... Curte a sua gravidez pq esse momento não volta e cada dia é diferente.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Mari, vc vai postar com mais frequente sobre a gravidez??
    Quanto a essas pessoas, eu ja sou mais radical e digo que são enviados do Capeta mesmo, pra tirar a nossa paz... rs
    Sério mesmo que existe pessoas assim?? Gente do céu, as pessoas deviam aprender a respeitar o espaço dos outros, o momento dos outros, e principalmente o sentimento dos outros... Eu to indignada com tudo o que vc teve de ouvir, e impressionada com a sua paciencia, parabéns!!
    Agora não dá bola pra esses tipos de comentarios... Se Deus te deu uma nova chance pra realizar o seu sonho é porque ele sabe do que você é capaz, e o Igor ta todo orgulhoso de ver a mãezinha dele, que mesmo com todo o medo do mundo tá aí firme e forte gerando o irmãozinho ou irmãzinha dele. E só de imaginar o quanto você ama ele, ele ja sabe que o bebezinho que ta com vc, já recebe uma dose dupla de amor!!

    Fica com Deus e curta o SEU MOMENTO!!

    Bjão

    ResponderExcluir
  5. Mariiii...Deus é mais amiga!!!! não dá bola p esses seres iluminados pela santa ignorancia senão cê fica doida!!! Tudo correrá bem...vc tem um anjo anjo particular para interceder por vcs!!! bjos!!!!

    ResponderExcluir
  6. Mari,

    Não se sinta mal, de maneira nenhuma! Tudo vai correr bem. Infelizmente temos que passar por situações que fogem do nosso controle, e ainda ouvir baboseiras de quem não sabe o que fala, mas nunca pense que você fez algo de errado.

    Este bebê sabe o quanto é amado e é isso que importa.

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pela gravidez...chuva de bença a vcs....bjs

    ResponderExcluir
  8. Nossa Mari,
    Pelo amor de Deus, nunca mais vá na casa dessa mulher.
    Que que é isso?
    Eu sempre tive pressão baixa, assim como vc, de ficar mole com o calor e tals e vivia inchada.
    Que ódio que fiquei dela, se algum dia ver ela de novo, que tua amiga de SC mandou ela se catar tá?
    Beijos e fica bem...

    ResponderExcluir
  9. Mari, li todos os posts, menina deslanchou a escrever heim?!Rsrs, e meu modo grávida é meio lento, então demorei um pouco para comentar...hehe. Mas que bebê mais dorminhoco, não sei porquê mas acho que seu baby é um menino (desculpa a intromissão).Que sufoco pra fazer o ultrassom, mas graças à Deus está tudo bem e continuará, amém!Ai tem pessoas que é só por Deus mesmo, sempre fui bem tranquila, mas agora grávida qualquer coisinha me irrita, liga pra esse povo não, isso é inveja.
    Que Deus ilumine muito você e seu bb cada dia mais e mais.
    Bjuss

    ResponderExcluir
  10. Como está o baby?? Já está sentindo mais? É uma delícia sentir mexer!!

    Então... respondi no blog... mas vou escrever aqui também... De fato os móveis antigos são maiores. Mas nada que uma boa reforma não os deixe lindos. As cristaleiras antigas estão super valorizadas! Madeiras como as antigas são proibidas de serem comercializadas hoje, só quando é material de demolição, o que custa bem caro. Tente aproveitar um móvel que já tenha em casa... Pense que se um móvel já resistiu mais de 50 anos, ele pode ser praticamente eterno e pode se adaptar às novas decorações se bem cuidado e reformado. De repente, a cristaleira pode até se tornar um armário para o quarto do baby, com carinha provençal e tudo... Se decidir reformar, mande a foto! =) Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados para evitar a fadiga, mas não se acanhe e comente ou me sentirei falando sozinha.

Postagens mais visitadas deste blog

A perda gestacional existe...e tem rosto.

Epifanias

Uma Baita Viagem?!