Sobre medos...

Ontem comentei que tenho alguns medos relacionados ao parto, mas que aquele post não era a hora ou o momento...pois bem...o momento é agora....
Não tenho medo da dor, já pari sem anestesia uma vez e pelo que me lembro apesar de sentir uma dor fudida (nota mental: diminuir os palavrões antes da chegada do guri) aguentei de boa e sei que não há nada de apavorante nessa dor não...
Meus medos são:
1. Não saber a hora de ir pra maternidade: Como meu primeiro parto foi induzido tenho esse pequeno medinho que se divide em dois.
    1.a) Ir antes da hora e ter de voltar pra casa
    1.b) Esperar tempo de mais e parir no caminho

2. Chegar na MMA e não ser aceita: A simples ideia de sair de casa, ir até o Centro e eles não me aceitarem, e eu ser obrigada a ir pra Fernando Magalhães me desespera. Eles não me aceitarem porque não estou em TP, e fui antes da hora seria um problema (vide medo anterior), mas eu chegar lá em TP ativo e ser informada que não tem leito e que eu terei que pegar meu banquinho e sair de mansinho é ainda pior. Parir no Fernando Magalhães significa trazer meu filho ao mundo num lugar nada humanizado, com várias intervenções, não sei se lá tem acompanhante...ai não quero e não aceito.

3. Cesárea: Em si tratando de SUS desncesárea não rola, mas eu tenho pânico a cirurgias no geral, sejam elas necessárias ou não. Pensar numa pessoa cortando minha barriguinha, deixando tudo lá dentro exposto...ih gosto nem de pensar. Acho admirável quem consegue lidar bem com isso, mas acho que sou mais índia pelo medo da cirurgia do que pelo amor ao parto normal.

4.Passar por tudo sozinha: Eu já pari sozinha. Lembro de começar a sentir cólicas chatas por volta de meia noite, andar sozinha pelos corredores do HGB, tomar banho, beber água, sentir vontade fazer o número 2 e lembrar que é assim mesmo, ficar na janela do banheiro olhando as luzes do German's Complex e o teleférico passando, ouvir os sons da Av. Brasil e repetir tudo de novo, lembro de não conseguir mais andar quando as cólicas chatas se tornaram contrações das mais sinistras algumas horas depois, de deitar a cabeça na maca (cama de hospital é maca, né?) e ficar rebolando pra dores aliviarem (dica: FUNCIONA PRA CARAMBA) e lembro de me sentir extremamente sozinha!!!! Mesmo sendo outra situação, outra realidade, outra história...não quero estar sozinha. Meu plano é ficar em casa o máximo possível (desde que não passe do limite e acabe parindo na Av. Brasil), tomar banho no meu chuveiro, ver TV, conversar com o marido, com a minha mãe, brincar com o Duke...quero estar o máximo de tempo acompanhada e no meu território, maaaaas tenho medo de não dar certo. Vai que marido decide que dá tempo de ir trabalhar já que eu  quero estar de boa em casa? Ou que minha mãe surta e não me faz companhia ou me estressa e eu desisto da sua companhia? Ou que o Duke não esteja num bom dia pra brincar? #medo

5.42 Semanas: Eu vejo no "Cesárea? Não, obrigada" algumas mulheres dizerem que foram até 42+2 ou coisas assim, indicando que passaram das 42 semanas e isso me apavora!!!! Veja bem, tendo uma equipe particular e humanizada, com doula, EO e GO, acho que deve dar sim pra esperar "tranquilamente" o bebê decidir que está na hora dele de sair, maaas, essa não é nem de longe a minha realidade e no SUS se não nasce até 41 semanas você é internada pra indução. Daí eu não quero induzir, mas não posso esperar o tempo do moleque porque não teria o acompanhamento necessário pra saber se está tudo bem....

Sou louca? Sou medrosa? Estou caçando pelo em ovo?
Por favor...me ajudem....


Comentários

  1. Aiii Mari, nunca estive gravida, mais acredito que esses medos sejam normais nessa situação, acho é difícil, mais tente acreditar que vai dar tudo certo e que depois que passar você vai ver que todos os seus medos foram em vão.
    Bjus e espero ter ajudado =*-*=
    http://seraquevousermae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Mari tbm acho que sou adepta do PN mais por medoda cirurgia,pensa se o cara esqueçe algo dentro de mim ou qualquer coisa,anestesiada eu não consigo me socorrer!!!

    ResponderExcluir
  3. Ai Mari,
    compartilho seus medos. Só não sei se tenho tanto medo da indução, no momento estou com mais medo de um parto prematuro e ele ter que ficar na UTI.
    O que tem me amenizado é ler bastante sobre todos meus medos, procurar soluções práticas para eles, e principalmente, entregar na mão de Deus.
    Sei que tenho direito à dois acompanhantes no parto, mas tenho muito medo de ninguém conseguir chegar a tempo e eu ficar sozinha... E então eu penso em todas as índias, moradoras de rua, e tantas outras mulheres que enfrentam e passam por isso, que a única vontade que me dá é suspirar e ser forte.
    Tudo na nossa vida são provas para sermos cada vez mais independentes e pessoas melhores.
    Eu, por exemplo, fujo de cesarea como o diabo da cruz. Só de pensar em ter que aceitar alguém cuidando de mim e da casa, porque estarei com pontos e não poderei fazer esforço, já me arrepia. Mas sei que se isso for necessário, me obrigará a ser mais humilde e menos orgulhosa e teimosa...
    Deus sabe o que faz, e como não podemos prever nada quando se trata das ordens da mãe natureza, só resta confiar, rezar e ter fé.
    "Ninguém carrega uma cruz maior do que as proprias forças".
    Vamos passar por tudo e sair vitoriosas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pós cesárea me assusta também...ficar precisando de ajuda pra tudo. Complicado de mais...Quero chegar em casa e ser mais auto suficiente possível...quanto mais perto do fim, mais apavorada ficamos.

      Excluir
  4. Não vejo nada de loucura, não...
    Certamente esses medos passam na cabeça de toda grávida (com as devidas alteração pelas circunstâncias, né?!)..
    Sob boa parte do parto não temos controle, então acho que o melhor que podemos fazer é nos munir de informações práticas pra tentar estar o mais preparadas possível pras variáveis sob as quais temos controle...
    E de resto, fica tranquilo que vai dar tudo certo! ;)

    Beijão

    ResponderExcluir
  5. Oie! Sempre leio teu blog pra saber como estás (já que eu sei que o humor não é uma das coisas melhores neste período), mas quase nunca comento. Mas hoje resolvi falar um pouquinho do meu parto...
    O meu parto foi cesária... entrei em TP e no final das contas fiz cesária pq Miguel encaixou errado. Mas com relação ao pós eu achei tranquila! Desde o primeiro dia que cheguei em casa (Miguel nascei 31/03 e eu estava em casa 01/04 a tarde), eu conseguia fazer coisas sem ajuda das pessoas. Claro... dói... mas garanto que as dores das contrações são piores!
    E claro... a parte aonde fica costurada também incomoda pra se movimentar ou fazer as coisas e tal... mas nada que seja insuportável... eu, basicamente, senti dor no primeiro dia; e nos 2 dias seguintes eu senti o incomodo dos pontos. Ah! o útero fica sensível tbm... mas porque é um órgão que mexeram e tal. Mas eu posso dizer que as contrações são bem piores... mas nada que não dê pra aguentar.. não é nada insuportável não.
    Espero ter ajudado um pouquinho sobre a cesárea...
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  6. Ah! Uma coisa que ajuda, pra quem faz cesárea, é colocar cinta... aquelas cintas que aperta o corpo todo... aquilo segura a barriga e diminui em 70% a dor do pós.

    ResponderExcluir
  7. Esses são medos normais amiga mas vai dar tudo certo, orando por vc bjs!!
    Carlah Ventura
    Blog: Intensa Vida

    ResponderExcluir
  8. Mariana, como a Gabi disse, que não tem nada de loucura nesses seus medos não, sentir isso é tudo normal! O bom de pensar nessas coisas é já ter em mente os planos B, C, até Z. Tipo, sim, talvez você tenha que fazer uma cesárea devido a alguma complicação, então é bom você ter a mente e o coração preparados para todas as possibilidades. Mas fique tranquila e não sofra por antecipação!
    Ah! Espero que no dia o Duke seja o cachorro mais carinhoso do mundo e te dê todo o amor pra você parir tranquila.
    Beijos,
    Rita
    http://melancianabarriga.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Acho tudo isso que você disse completamente razoável e não é loucura nenhuma...pensei isso tudo até decidir aqui que deveria ser parto Cesárea..exatamente porque comecei a pensar em um monte de coisas..acabei pesando e pude fazer essa escolha...
    Vai dar tudo certo, Deus iluminará seus caminhos...
    Bj

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados para evitar a fadiga, mas não se acanhe e comente ou me sentirei falando sozinha.

Postagens mais visitadas deste blog

A perda gestacional existe...e tem rosto.

Epifanias

Sapos e Princesas