Decisões

Desde que descobri a gestação, eu estava decidida a parir no Maria Amélia, aí eu conheci o dr Marco Aurélio e decidi que ia parir no Panamericano, mas perdi o plano de saúde e voltei ao plano original. E então começou o ataque da mídia ao MMA, mas eu não mudei de ideia...fui lá conhecer, perguntei se precisava de encaminhamento e me informaram que não, era só chegar e parir...
Mas os ataques foram ficando mais violentos e eles mais rígidos. Começaram a informar que se lá não fosse sua referência depois que o bebê nascesse você seria encaminhado pro seu hospital de referencia e só aceitar quem não fosse de lá com no mínimo 6 cm e tudo mais....e eu fui ficando com medo, porque na minha cabeça o Fernando Magalhães era um açougue...
Então eu fui conhecer o Fernando Magalhães e me surpreendi...ao contrário da maioria dos hospitais do SUS o parto e o pré-parto são no mesmo lugar e com direito a acompanhante, eu tenho direito a um acompanhante durante toda minha internação. Não isso de ficar deitada durante todo o TP, na verdade existem recomendações pra que a parturiente se mexa e um cartaz com algumas indicações de posições. E aí comecei a pensar que de repente ir direto pra lá fosse a coisa mais sensata a fazer...talvez o parto não seja assim tão humanizado, é provável que me deem a maldita episio de rotina (e eu que já tenho a cicatriz de uma, ficaria com outra), mas realmente me pareceu a decisão mais sensata a se tomar.
Mas aí veio a história de induzir no dia 28/11...e que medo que isso me deu. Medo da indução virar cesárea....medo mesmo, não é implicância com a cesárea como algumas pessoas gostam de achar...eu tenho medo, só de pensar em estar deitada com um médico me "autopsioando" eu fico tensa....e comecei pensar se era ou não uma boa ideia. Então decidi que me internaria só no dia 02/12, assim teria passado pelo menos pela DPP, e contei minha decisão só pro marido, que não curtiu muito. Disse que se eu me internasse na quinta, na segunda eu já estaria em casa (o que cá entre nós, não faz o menor sentido) e bla bla...mas acho dessa vez a decisão cabe mesmo só a mim. Pensei muito também se essa indução seria mesmo necessária, se não dava pra esperar, já que bebês nascem...ainda não houve caso de alguém que ficasse gestante pra sempre...mas comecei a pensar que o acompanhamento do SUS ainda deixa muito a desejar e que se eles recomendam a indução depois da 41ª semana (mesmo que não seja pela DUM e sim pela USG) melhor seguir a recomendação.
E ontem, enquanto montava mentalmente esse post (não sei vocês, mas eu "escrevo" na minha cabeça primeiro) percebi que estava 100% segura da minha decisão. Se o moleque não nascer até dia 01/12, no dia 02/12 de manhã vou me internar pra induzir...
Mas não vou ficar esperando sentada, claro. Ontem abusei dos 3 hots....sexo (que depois de 11 dias de marido doente, foi hot o suficiente), pimenta e banho quente....
Confesso que na hora deu nada de diferente, mas passei a noite acordando com umas cólicas chatas. E hoje de manhã perdi o tampão! PERDI O BENDITO TAMPÃO!!!!!!!! O que não significa nada já que o TP pode levar até 2 semanas pra começar depois do tampão perdido, mas já me dá um alívio tão grande....
Então é isso, meninas...
Estamos aqui com contrações irregularíssimas (existe essa palavra?), sem tampão e com prazo máximo pra chegada do guri...agora é esperar...e caminhar...porque a partir de hoje, além de violentar o marido diariamente (já que dizem que o sexo ajuda e que teremos que ficar 40 dias no 0x0 depois...) vou caminhar pelo menos 30 minutos todos os dias pra ver se a coisa engrena e esse menino preguiçoso acha a saída!!!!!

Comentários

  1. Decisão sábia a sua, acho que eu faria o mesmo... se ele quiser vir vai vir antes do dia 02/12.... continua nos trabalhos Hots e vai dar certo (minha prima disse que pra ela ajudou muuuuuuito o sexo).... estou na torcida para que o seu TP não demore 02 semanas após o tampão!!!
    Estou na torcida
    Bjus
    http://seraquevousermae.blogspot.com/

    #vemMilordevem

    ResponderExcluir
  2. Mari,

    Vou escrever meu relato de parto (em breve, espero!) mas já te adianto: fiz sexo à noite e minha bolsa estourou na manha seguinte! Espero que para você funcione também.

    Vem, Milorde!

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Aii Mari, acho que essa decisão é uma das mais difíceis, aqui eu não tive esse problema pq só temos 1 opção na região... rsrs
    Mas a decisão é sua... deve fazer o que achar melhor pra vc e pro seu bebe...
    Tomara que não precise de nenhum tipo de intervenção e que milorde venha ao mundo de maneira mais natural possível...

    beijooos

    http://esperadomeupresentinho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Mari ainda bem que vc tem pique para o hot, rsrrss
    Aqui só tenho uma opção de hospital que perdão da palavra no sentido humanizado da coisa é uma bosta, por isso vou ter que superar meu medo da cesárea, pq tenho certeza que me largariam sofrendo as dores do PN sem nenhuma humanidade!
    E acho que algumas decisões só nós podemos tomar, aqui foi assim e marido só disse amém !!

    E que esse guri venha logo, as titias estão ansiosas pra te ver!

    beijokas

    ResponderExcluir
  5. Aiii Mari! Que o milorde venha quando ele estiver preparadinho para esse mundo maluco! Que seu parto seja exatamente como você sempre sonhou :))

    ResponderExcluir
  6. olha mari, acho que a caminhada ajuda messssmo... eu to com 33 semanas, fui pra aparecida ontem... andei o dia todo, tive consulta hoje. resultado: 2cm de dilatação sem sentir absolutamente NADA!! Caminha bastante hein!! E sobre a maria amélia, teve um parto MARAVILHOSO de uma amiga minha lá há uns 2 dias atrás, ela não era de referência de lá (e sim de campo grande, fez acompanhamento na casa de parto), pariu lindamente bebê de 38 semanas e alguns dias. 30h de bolsa rota sem nenhuma intervenção. OU SEJA, é puro terrorismo isso que estão fazendo sobre a MMA!! Fica segura nas tuas decisões independente do que os outros andam falando! Bom parto lindona!!

    ResponderExcluir
  7. Mari o finalzinho sempre nos deixa tensa, com muitos medos e incertezas mas estou orando por ti e Deus estará contigo.
    Vai dar tudo certo!!
    Bjs
    Carlah Ventura - Intensa Vida

    ResponderExcluir
  8. Mari acho que vc está certa a decisão do parto e do hospital cabe a vc tem que ser algo que te traga tranquilidade. Que bom que vc tá com pique, aqui marido tá vivendo quase uma quarentena... rss
    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados para evitar a fadiga, mas não se acanhe e comente ou me sentirei falando sozinha.

Postagens mais visitadas deste blog

A perda gestacional existe...e tem rosto.

Epifanias

5 meses: Celebrações e Desenvolvimento