Postagens

Mostrando postagens de 2014

Feliz 2015...

Que 2015 seja pleno, feliz e sereno. Que seja um ano de riso fácil, gargalhadas espontâneas, beijos carinhosos e abraços apertados. Que as experiências ruins sirvam pra nos impulsionar pra frente, rever conceitos, ensinar lições e que as lágrimas sirvam pra limpar nos olhos para vermos um mundo melhor.
Que seja insuperavelmente melhor que 2014, mas não chegue aos pés de 2016...
Que o amor nunca seja pouco...
Que bons ventos nos cerquem...
Que seja um bom ano!!!!

1 Ano

Imagem
E no dia 26/11, Ravi completou 1 ano de vida!
E desde maio nós estávamos pensando em como celebrar isso. A princípio iriamos sair, só nós 3, pra um piquenique no Jardim Botânico, comemorar de um jeito tranquilo e família. Mas, a família é grande e eu comecei a pensar em fazer uma festa...e fui me animando.
A ideia então passou a ser uma "festinha", sem gastar de mais, sem chamar muita gente e de modo que o Ravi se diverti-se de verdade ao invés de ficar só olhando.
Conforme íamos comprando, montando, organizando as coisas eu ia dizendo que "não era a festa que o Ravi merecia, mas era uma festa legal."
Pois bem...no sábado dia 29/11 fizemos a festa e ao contrário do que eu pensei, a festa foi exatamente o que o Ravi merecia, porque foi feita com amor e carinho por pessoas que o amam muito.



Então é isso....
Beijos e queijos!

És um dos deuses mais lindos...

Imagem
E não é que daqui 15 dias, meu curumim completa 1 ano. Caraca!!!!!

Esses dias estava lembrando a pressão e a ansiedade de todo mundo ao meu redor.
A indução agendada, minha vontade de não ir, minha mãe insistindo que eu fosse pra não estragar os planos dela de viajar...e lá se foi um ano.
De lá pra cá tanta coisa aconteceu...
O amor só aumenta...e o guri também.
Ravi cresceu 23 cm e engordou 5, 525 kg. Está com 78 cm e 9 kg (E calçando assustadoramente 20).
Come de tudo (dentro das possibildades de um bebê de 11 meses), anda tudo sem segurar em nada.

 Foi banguela até os 10º mês, e do dia pra noite nasceram 3 dentes e logo depois mais 1. Agora ele é tetra dentado.

Continua sorridente que só. É carinhoso de mais e quando a gente pede abraço, ele abraça (Vivo pra isso).
Fala Ravinês fluente, mas em português eu só entendo "dá".
É apaixonado por animais, por música e por rua. Basta sair do portão que fez a maior festa.
Não liga muito pra brinquedos, qualquer coisa é coisa, mas …

Outubro...

Agosto passou voando, setembro tá indo ainda mais rápido e lá na esquina outubro me espera.
Eu já o vejo, triste, sombrio, olhando direto pra mim. Tenho tentado desviar o olhar, não quero me recolher e chorar, mas quando mais perto fica, mais a dor aumenta.
Tiraram de mim o direito de chorar, de sentir saudade de uma vida que eu não vivi, afinal, "agora eu tenho o Ravi", " eu o vi tão rápido, estava tão dopada. Pode ser mais um conceito do que uma lembrança"...ora bolas...vão a merda todos vocês.
Se não conhece a minha dor não ouse desrespeitá-la, por favor!
Já não choro tanto, é verdade. Afinal, entre risos, dadadas e sonecas gostosas me falta tempo, mas aí vem a culpa...
Porque há quase 2 anos, eu vivo com a culpa. E se eu tivesse feito a cesárea com 38 semanas? E se eu não tivesse ido a praia? E se eu tivesse ido pra maternidade?. Porque eu precisava saber que tinha algo errado!
"Mas se tivesse o Igor, não teria o Ravi" Ah que consolo, então eu preci…

39 + 3

Imagem
Na sexta-feira Ravi completará 39 semanas e 3 dias, o mesmo tempo da gestação. E vamos combinar? O tempo com ele fora passou tão mais rápido...
Rápido até de mais...
E nós já funcionamos tão bem. A gente se entende, nossa rotina flui bem, naturalmente.
Tá lindo, fofo e gostoso...também está arteiro e aventureiro.
Anda a casa toda segurando na mobília.
Na casa da minha mãe a bagunça é certa...a diversão favorita é ir até a rack e espalhar os DVDs
Ele come de tudo, sem crises, sem problemas...fruta, legume, verdura, manda tudo pra dentro. A única coisa que não desce é cenoura. Já misturei com tudo e não vai...então deixei pra lá. Ano que vem eu tento de novo... Adora banho, mas detesta tirar a roupa e se vestir. Assim como trocar a fralda é uma atividade levemente estressante. Ele chora, sacode as pernas, rodopia...uma delícia. #sqn Outro stress é na hora de dormir, Ravi com sono vira o incrível Hulk...mas como disse lá no começo, a gente funciona bem junto. E quando começam os auto ca…

O peso do mundo nas costas

Ele já anda?
Ele já fala?
Ainda não tem dente?
Ele chora sempre que você sai de perto?
Nossa, ainda mama peito?
Por que não chupa chupeta?
Ele só dorme no colo?Tantas e tantas perguntas, tantas e tantas obrigações.
E só 7 meses de vida.Não pode mamar em livre demanda, não pode dormir no colo da mãe, não pode ser banguela, mas tem que andar logo, tem que engordar muito, e ficar com outras pessoas sem reclamar, aliás tem que aceitar tudo sem reclamar. "Criança não tem querer."
E pular pro colo da mãe é mimo, é manha...ele é menino, não pode...olha que acaba virando viado.
Tem que chorar, deixa chorar!
Deixa sozinho na cama, chorando, até pegar no sono...aí acostuma.
Acostuma que a vida é dura, que é cada por um si e que agradar aos outros é mais importante que ser feliz..do seu jeito.
Esse lance de apego só faz mal...

Das culpas de mãe

Primeiro desculpem-me. Ando sem tempo de comentar nos blogs de vocês...mas eu espio tudo, juro. 


Hoje Ravi completa 7 meses, e estávamos sentados no quintal tomando nosso solzinho da tarde, fazendo a fotossíntese e ele sentado no meu colo olhava hipnotizado as pipas que voavam no céu. Ficamos por quase uma hora assim, ele admirando as pipas e eu pensando e de repente me vi sendo consumida por culpa.
Veio a culpa por não ter curtido mais meu trabalho de parto, por não ter ligado pra doula e ter tentado ir pra MMA tentar ter um parto humanizado, culpa por não ter curtido mais meu RN, não ter dado mais colo, cheirado, beijado...culpa por não ter feito acompanhamento fotográfico mês a mês.
Ravi tá tão grande, esperto...brinca sozinho por um bom tempo e me sinto culpada quando aproveito esses momentos pra estudar ou cuidar da casa, morro de culpa.
A culpa vem também quando preciso dizer não e ele chora...
A culpa vem também quando preciso dar papa e ele quer comer com a mão. (Quando o temp…

6 meses de aleitamento materno (quase) exclusivo

Imagem
Esse post será grande, quase um relato de amamentação, mas é mais uma confissão de amamentação...

Assim que Ravi nasceu "eu não tinha leite", ele não pegava, quando eu apertava nada saia...era horrível. Ele tomava 20 ml de NAN a cada 3 horas. Um dia depois do nascimento, a acompanhante do leito ao meu lado disse que eu era "seca" por isso a glicose dele dava sempre baixa...seca. Naquela noite eu chorei, chorei muito...e Ravi também, não dormimos. Pouco antes de amanhecer, Ravi chorava muito, muito...e eu o coloquei no peito. E ele pegou e dormiu...achei que ele havia dormido de fraqueza...Quando a pediatra passou, apertou meio peito e me parabenizou, disse que estavam bem cheios e já podíamos tirar o NAN... Ali, achei que havia vencido a guerra...mal sabia que era só a primeira batalha.

Em casa continuamos com o aleitamento em livre demanda, mas doía tanto...tanto. Mas, minha mãe dizia que era normal, que ela amamentava chorando e que depois passava...e eu fui deix…

Ravi de Férias pt 2

Imagem
No nosso último sábado em Salvador fomos ao Quartel de Amaralina...gente...que lugar lindo, que vista, que tudo....eu curti a piscina igual criança...já Ravi tava meio reticente quanto a água e curtiu mesmo a vó (minha madrinha não quer ser chamada de vódrasta e sim de vó, então assim será)...


Nesse dia a vó (que tem curso de fotografia e uma câmera profissional) fez um minibook do Ravi....cada foto linda.



E no domingo fomos ao Parque Pituaçu, passear e tirar mais fotos...




Na segunda já em ritmo de volta pra casa, enquanto eu tirava fotos, marido entrou na água com o guri e gente....se eu soubesse que ele ia gostar TANTO tinha aproveitado desde o primeiro dia!




E fim....na terça voltamos pra casa. Com direito a voo atrasadíssimo e turbulência....MUITA turbulência, daquelas que converte até ateu.....

Ravi de Férias pt 1

Imagem
Olá, moças...na terça acabaram nossas férias e voltamos a vida real. Apesar da viagem ter sido uma delícia, eu estava doida de saudade da minha casa, da minha cama e da rotina, porque não rolou rotina por lá...

Ravi foi um anjo, graças aos sagrados braços de Sheeva, no vôo de ida foi super quietinho, apesar de não ter dormido nadinha.
Quando chegamos lá ele ficou super desconfiado, até ia no colo, mas se jogava de voltava pra gente na primeira oportunidade.
Logo na sexta fomos a praia pela primeira vez, bezuntei o guri de Natura Baby e lá fomos nós.
Apesar dele estar com protetor, camisa, boné e as paradas tudo no primeiro dia Ravi não teve nenhum
contato com nada relacionado a praia, nem areia, nem água e nem nada...alugamos uma barraca e ficamos sentadinhos na sombra o tempo todo. Nesse dia Ravi bebeu água pela primeira vez. Eu sei que só o LM é o suficiente, mas levei o copo com água e ao fim da mamada dei pra ele...
No sábado (26), Ravi completou 5 meses e ganhou festinha com bolo…

Rápido Pensamento de Amor

Estávamos na varanda, vendo os carros passar e percebi ali naquele momento com meu filho com o rosto colado no meu que mesmo que eu morra amanhã, que não exista um pós...que valeu a pena! O fato de tê-lo nos meus braços já me basta...não preciso de absolutamente mais nada.
Acho que finalmente entendi o tal amor de mãe.


(Pausa rápida nas férias, aproveitando que hoje a chuva decidiu nos sabotar)

Feliz Páscoa (com chá de sumiço)

Imagem
Passando para desejar uma Feliz Páscoa!
Não sei se perceberam, mas tomei uma cavalar dose de chá de sumiço....não tenho postado, nem comentado, mas tenho lido tudinho, juro...mas não tenho tempo, vontade e nem ânimo de postar ou comentar....


Primeiro veio a semana de provas, e agora vem o feriadão e semana que vem estou indo viajar, ou seja...continuarei sumida por mais uns bons dias. Talvez eu poste fotos da viagem no FB....
Vamos lá...

Uma Páscoa linda, gostosa e cheirosa pra vocês. Que seja fértil às tentantes e repleta de amor as gestantes e mamães!!!

És um dos deuses mais lindos...

Imagem
Tempo, tempo, tempo, tempo....

Ontem fez um ano que recebi meu positivo....um ano. 365 dias inteiros....parece tanto, parece tão pouco.....
Na última quarta, Ravi completou 4 meses....4 meses inteiros....se por um lado parece que passou rápido de mais, por outro a impressão que dá é que não havia vida pra mim antes desses 4 meses.
Não me lembro como era, não faço questão de lembrar. Tenho dormido menos, não faço as unhas há 4 meses e só posso namorar quando Ravi permite....mas isso é tão pouco, tão pequeno, tão nada se comparado em como a vida ficou melhor, em como eu fiquei melhor.....
Ele acorda sorrindo....rola pra um lado, pro outro, se espreguiça, chuta a gente e assim que recebe um 'bom dia', sorri....todas as manhãs....
Faz carinho, do jeito torto dele....e agora me morde. Segura meu rosto com toda força e quando alcança meu queixo fica mastigando com a boca banguela....
Passa bastante tempo deitado quietinho brincando com os pés, desde que eu esteja dentro do seu campo…

BC - Papo de Mãe: " Como a família do seu marido lida com o bebê e com você?"

Imagem
O tema de hoje foi escolhido pela Jacky...e olha ai ai ai....


"Como a família do seu marido lida com o bebê e com você?"

O pai e os irmãos dele moram em Salvador, só a irmã caçula e a madrasta é que conhecem o Ravi pois estiveram no Rio em dezembro, então eles só lidam com o bebê pelo Facebook e pelo WhatsApp, mês que vem vamos pra lá, mas tenho certeza que serão 13 dias da maior babação no guri. Comigo,  relação é ótima, a madrasta dele é minha madrinha de crisma, meus pais são padrinhos do irmão dele e minha mãe é madrinha de crisma do pai dele....tá tudo em casa.


Agora a mãe dele mora aqui no Rio....e assim, ai ai ai. Não sei se minha família é que é muito grudada ou se ela é que é seca mesmo. Ela só o viu 6 vezes.....6, sendo que as 2 últimas nós levamos o menino lá....enfim....Como sou mal acostumada, minhas avós brigavam pra serem a favorita, não entendo essa distância toda....Sobre intromissão, a única coisa que ela se mete é querer que eu complemente, dê vitamina, um…

BC Papo de Mãe: "Faça uma análise de você e da sua vida antes e depois a maternidade".

Imagem
Nossa...queria parabenizar a Marcela, pela criatividade e complexidade na hora de escolher um tema.
E queria pedir desculpas, caso eu fuja muito da ideia dela....





Antes de engravidar a primeira vez, estava numa batalha pessoal pra descobrir meu lugar no mundo, entender quem era eu. Fazia terapia e estava começando a questionar coisas que sempre aceitei sem parar pra pensar...e com esse conhecimento veio uma (falsa) sensação de liberdade...sensação essa que me levou a primeira gravidez...enfim...
Depois de duas gestações, dois partos..acho que mudei completamente. Amadureci muito, me tornei mais paciente, passei a valorizar as coisas certas, passei me esforçar todos os dias para julgar menos e entender mais...estou mais calma e prudente também. Meu filho virou minha prioridade número 1 e por ele posso até deixar coisas que antes eram prioridades absolutas de lado.

3 meses

Imagem
Ravi completou 3 meses há 8 dias atrás, mas o carnaval atrapalhou um pouquinho a publicação desse post.
Cresceu 3 cm em um mês e agora tem 60 cm, tá cumprido que só e apesar de magrelo tá bochechudo.
Falando em peso fiquei meio preocupada porque vejo uns bebês super gordinhos e já cheguei alugando a pedi, ela me acalmou e me explicou que existem bebês e bebês e quando eu estava vindo embora me apresentou a Gabriela, nasceu no mesmo dia que o Ravi, só mama peito e pesa ONZE QUILOS...mas em desenvolvimento estão iguais. Me  disse que entre o peso dele e o dela tem várias outras crianças.
Está em um relacionamento sério com as mãos e com os pés, passa boa parte do tempo brincando com eles. E por falar em pés, tá calçando 14!!!!!! Um baita pézão!
Aprendeu a pegar as coisas, então não há cabelo ou óculos que escapem e tudo que pega, leva pra boca (beijo, Freud).As mãozinhas também vivem na boca e algumas vezes até os pézinhos..
Continua risonho e tagarela e agora gargalha, coisa mais linda…

Um Post de Agradecimento

Estou com esse post no rascunho mental desde o dia 26/02. Havia levado o Ravi pra tomar vacina e encontrei uma amiga da minha tia, ela me cumprimentou e iniciou um discurso de como "aquele bebê" não era pra ser meu e em como ela entendia a falta de fé que eu sentia naquele momento, que ela já havia perdido um bebê e na época não era evangélica e ficou revoltada e bla bla...eu sorri, concordei e não entrei no assunto, mas na minha mente eu fica me perguntando "Não era pra ser meu?"... "Falta de fé?" e assim nasceu esse post...
Eu tenho muito a agradecer a Deus pelos meus dois filhos, os dois vieram acrescentar muito na minha vida, vieram pra somar, pra me tornar uma pessoa melhor!
O primeiro veio para aumentar a minha fé e me fazer uma pessoa mais forte, mais forte do que eu jamais imaginei que fosse capaz de ser algum dia. Resgatou-me de uma vida que nunca foi pra mim, me trouxe ótimas amigas e me ajudou a ver como a minha família é maravilhosa.
O segundo…

BC: Papo de Mãe

E a BC Novas Mamães? Ninguém postou hoje? Não vai rolar?

Hoje estreia a BC: Papo de Mãe, que será quinzenal...o tema de hoje foi escolhido pela Lalah e é: "Qual foi sua maior dificuldade com a maternidade até hoje?"

Amamentar! Hoje em dia eu tiro de letra, faço até dormindo, mas no começo foi punk. Só tive leite no terceiro dia pós parto. Tive fissura no seio, a coisa piorou perdi um pedaço do bico do seio, deu pus, Ravi foi pro Aptamil e por 3 dias ele tomou LA e eu cuidei do seio com Lanidrat (obrigada Joy) e quando o seio cicratizou Ravi não quis voltar pro peito, chorei, entrei em desespero, aluguei uma amiga (obrigada Dany)...ele tinha 9 dias só e a ideia de ter meu recém-nascido bebendo leite de vaca acabava comigo.Aí fui ao banco de leite e uma enfermeira me ajudou, depois disso meu gatinho não largou mais a teta. Mas foram dias desesperadores!!!! Acho que foi a maior dificuldade que passei.

Rotina

Acordo, levanto, faço exercício, tomo banho com o Ravi, preparo o café da manhã, tomo café, Ravi dorme, lavo a louça, dou um jeito na casa, Ravi acorda, coloco roupa na máquina, se preciso ir na rua esse é o momento, vamos pra minha mãe, almoço, Ravi dorme, pego o notebook e começo minha aula, Ravi acorda, pede atenção, paro a aula, brinco com ele, canto, ele se acalma, volto pra aula. Termino a aula da faculdade e começo a do curso, pausa pra dar atenção ao guri. Invento algo pra lanchar, assisto TV. Coloco Ravi na cadeirinha, vou pra cozinha. Shantala, banho e colo até ele dormir...ele dorme, janto, banho e aí já são quase 22 horas e é hora da cama. Nesse meio tempo rolam trocas de fralda a cada 3 horas e nos côcos e aleitamento em livre demanda. Espiadas no Facebook, no blogger, e Whatsapp...
Ando cansada, exausta é o termo exato...

Não tenho disposição de dar atenção ao marido, if you know what i mean, pensei em desistir dos exercícios, de trancar a matrícula da faculdade, do curs…

Facebook

Olá, gente linda, elegante e sincera...
Hoje decidi criar uma fan page pro blog...estou há alguns bons minutos tentando colocar a caixinha de like aqui do lado, mas não tá rolando...então deixou o link aqui, quem quiser curtir será muito bem vindo. Quando me sobrar um tiquinho de tempo eu tento configurar essa bagaça....

BC Novas Mamães: Avós

O tema de hoje foi escolhido pela Cacau e é "Qual o papel dos avós na criação do seu filho? eles ajudam? se metem? sabem o limite deles? como é essa relação?"

Vamos lá...
O avô paterno mora em Salvador e a avó paterna só o viu 4 vezes...então não tem grande papel na criação do Ravi...
Já a turma do lado de cá...ai ai ai. Ravi é apaixonado por eles, só de ouvir a voz da minha mãe ele já fica doido! Minha mãe me ajuda pra caramba, almoço com ela todos os dias e janto quase todos. Ela se intromete e como se intromete...mas sabe o limite dela, então palpita bastante, mas não força a barra. Só abusa nos presentes, já pedi pra pegar leve, que não quero ele consumista, mas ouvi que o dinheiro é dela... Meu pai também...ele tá se realizando com esse neto, bola, carrinho...é o "moleque" pra cá, o "moleque" pra lá...Outro dia comprou 1 kg de laranja pêra pro Ravi tomar suco, porque "ele mama muito peito"...eu deixei a laranja lá...bebi bastante suco e nã…

Melhor do que ser surda...

Imagem
Abaixo narrarei um diálogo que participei hoje, não especificarei qual das três sou eu, vocês vão saber.

-Ele não pega dedo nem chupeta?
-Chupeta não, o dedinho as vezes ele pega.
-Dá o dedinho, força quando ele chorar aí ele te deixa em paz.
- Ele toma chá, suco, água?
-Não só peito.
-Tem que dar pro estômago se acostumar.
-O meu filho mais velho não mamava peito e quando chegou no pediatra estava desidratado, peito não tem água.
-É, não vai em modinha não. Não tira o peito, mas dá mais coisas.Ele precisa de água pro pulmão. Brayan mamou até 4 anos, Bruna até os 3, mas com 3 meses ela já tomava vitaminha de frutas, nutricionista que passou. Eu levei ela, disse que ela tava secando, não bebia Nescau, nem Nan só queria peito, aí a nutricionista mandou eu dar vitamina.
-Ih meu caçula mamou até 8 anos, mas desde pequeno ele tomava chá de alface pra relaxar e cházinho de erva-doce. Pediatra nenhum gosta dessa besteira de só dar leite.
-Só peito, até 6 meses ele não precisa de mais nada. O…

BC: O que eu aprendi com o meu bebê?

Hoje o tema da BC foi escolhido pela Naity...e é "O que eu aprendi com o meu bebê?"

Acho que aprendi a ser mais paciente, a conhecer cada choro, a dar banho em bebês, a fazer cara de alface, a confiar nas minhas escolhas e no meu sexto sentido Aprendi que eu não sabia o que era amor, aprendi a amar mais a cada dia... Aprendi a otimizar meu tempo e que pequenas sonecas são do tamanho exato de uma pia sem louças...







Salto de Desenvolvimento

Ou treinando pra ser mãe de adolescente.

Do Guia do Bebê:
"Toda vez que seu bebê desenvolve uma nova habilidade, ele fica tão excitado e obcecado com a conquista que a quer praticar o tempo todo, inclusive durante o sono. Em outras palavras, um dos ‘efeitos colaterais’ desse trabalho todo que o cérebro dos bebês está fazendo é que eles não dormem tão bem quanto o fazem em períodos que não estão trabalhando em dominar uma nova habilidade. Eles podem até resistir às rotinas já estabelecidas. (...) Todas essas novas experiências trazem insegurança ao bebê que provavelmente procura mais o conforto do peito da mãe. Isso pode deixar a mãe preocupada se produz leite materno suficiente, o que não procede, já que a produção se ajusta à demanda."

Ravi está com 11 semanas e está passando pelo salto de desenvolvimento das 12 semanas. E assim, a impressão que tenho é que ele estudou bastante pra passar por tudo direitinho...tá fácil não.
Ele continua sendo meu gatinho sorridente, exceto…

A Matrix

Imagem
Com 3 meses eu passei a tomar mamadeira de farinha láctea, aos 6 meses fui desmamada e pra celebrar tomei uma mamadeira de Coca-Cola e comi caldo de mocotó com arroz passado no liquidificador, o ano era 1988...e eu não morri. Minha mãe me batia pra me educar, batia MESMO...uma vez apanhei com uma corrente de bicicleta, ficou a marca e tudo e eu não morri. Eu sou uma sobrevivente, mas nem por isso vou repetir esses erros com meu filho, não quero que ele seja um sobrevivente, quero que ele receba o melhor. Minha mãe fez o que ela achava que era o certo, o melhor....ela estava (e ainda está) na Matrix.
Ano passado, ainda grávida, conversava com colegas solteiras e sem filhos, uma delas disse que ia bater nos futuros filhos e que daria cházinho de alface porque não queria perder noites de sono, a conversa virou uma discussão levemente acalorada. onde eu defendia que bater não faz bem a ninguém, nem a mãe que bate e nem ao filho que apanha, e que noites acordada fazem parte da maternidade…

BC: Carnaval com o Bebê

Advinha quem esqueceu que hoje era dia de BC?...
O tema de hoje foi escolhido por mim...
Então vamos lá...
Como eu disse aqui, são 15 anos de Cordão do Bola Preta, mas esse ano não vai rolar...até pensei em ordenhar e deixar o Ravi com a minha mãe, mas acho o pequeno muito pequeno ainda...então não vai rolar.
Eu gosto bastante de carnaval, bloco de rua, festa de rua, praia, assistir os desfiles...
Mas como eu disse esse ano não vai rolar nem Bola Preta, nem Largo do Bicão, nem praia...vou abrir mão de todas as coisas que curto fazer no carnaval e ficar em casa curtindo meu neguinho.
Pretendo comprar uma fantasia pro Ravi, comprar coisas pra fazer pastel, cachorro quente, pizza e encomendar um cento de salgado e curtir em casa mesmo...ano que vem, com o guri mais velho a gente curte rua...

BC: Cólicas

O tema de hoje foi escolhido pela Tamires e é "Cólicas no RN, seu bebe teve? Como passou e com quanto tempo?"

Acho que minha BC vai ser a mais curta:
Ravi não teve cólicas, e acho que pelo andar da carruagem nunca terá...


Quem escolhe o tema da próxima semana é essa linda blogueira que vos escreve, e o tema será: "Carnaval com o Bebê" e a escolhida pro próximo tema é Naity...

2 meses

Imagem
Ontem meu denguinho completou 2 meses. 2 meses, 57 cm, 3,900 kg.
Passa boa parte do dia acordado, acorda entre 6h e 6:30h e fica aceso e esperto até por volta das 10h, quando dorme até 13h...depois disso só cochila nas mamadas. A rotina de dormir continua a mesma.
Raviolli é um super bebê sorridente, ri de tudo e para todos todo o tempo. Já acorda sorrindo!


Com 5 semanas pareceu ter lido um site sobre salta de desenvolvimento e fez tudo certinho, chorou muito, mamou muito, dormiu pouco e só quis colo de mãe. Foram cerca de 8 dias bem difíceis, mas com muito colinho e mamico passaram.
É o rei dos "angus" e vive saculejando os braços e as pernas. Já reconhece o pai e os avós. Quando está no mesmo ambiente que meu pai o segue o tempo inteiro com os olhos e sempre que meu pai interage com ele abre esse sorrisão banguelo aí de cima, assim como é fascinado pelo pai e pela vovó (minha mãe, no caso). Mas eu ainda sou a favorita, pelo menos por enquanto. Adora tomar no sol na cadeirin…

Mom War

Tem bicho mais brigão que mãe de internet?
Só hoje testemunhei duas discussões cheias de verdades absolutas na internet...e fica a pergunta, por quê tanta briga?  Por que aceitar que outra pessoa pode pensar diferente de você é tão difícil? Por que julgar tanto?
Queria mesmo entender o momento em que nossas opiniões se tornam verdades absolutas e que somos autorizadas a julgar, xingar, criticar abertamente quem discorda delas.
Ravi nasceu de parto normal hospitalar, não chupa chupeta, só mama peito, usa fralda descartável, vai a todos os lugares comigo (isso inclui shopping e supermercado), dorme na nossa cama, assiste TV (e não tô falando da Pintada lá não, ontem mesmo estava assistindo Cidade Alerta no colo da vó), fica na cadeirinha musical, passa o dia de fralda e camiseta e terá a mamãe em casa até completar 1 ano, só depois disso voltarei a trabalhar. Aposto que ninguém concorda ou descorda 100% da minha opinião...então pra que tanto julgamento?

BC: Novas Mamães - Batismo

O tema de hoje foi escolhido pela Cacau e é :"BATIZAR OU NÃO BATIZAR ? O QUE EU ESPERO DOS PADRINHOS DO MEU FILHO E COMO EU OS ESCOLHI?"

E lá vamos nós...

Batizar ou não batizar?
Batizar. Eu e marido não temos religião, temos crenças. Eu acredito em Deus (ou coisa que o valha), que estamos aqui de passagem. Já fui católica (catequista, inclusive) e minha mãe ainda é e faz linha beata, então a simples ideia de não batizá-lo geraria uma crise familiar.

O que eu espero dos padrinhos?
Que sejam presentes, que deem carinho, amor e atenção e que o Ravi, muito mais do que eu, saiba que pode contar com eles.

Como eu os escolhi?
A princípio seriam os mesmos padrinhos do Igor (duas amigas minhas e o irmão dele), mas quando soubemos que seria outro menino veio a necessidade de mudar. A madrinha foi escolhida rápido, minha tia (irmã do meu pai) que durante a gestação foi um anjo pra gente e desde que Ravi nasceu vem vê-lo pelo menos uma vez na semana e disse estar fazendo macumba pra eu en…

A Nova Rotina de Dormir

Como eu disse nesse post, estabelecemos uma rotina de dormir, mas parece que o maior interessado na história, o menino Raviolli, não estava gostando muito do horário.
Bom, Ravi começou a dormir bem mais cedo, por volta das 20h/20:30h e acabava dormindo sem o banho, mas as 21:30h eu o acordava, sem querer, trocando a fralda, daí deitava com ele e dormíamos. Como aqui está muito quente, comecei a dar banho às 19h, mas continuava trocando a fralda pra hora de dormir ás 21/;30h, acordando ele e bla bla...
Há uma semana atrás, ele dormiu e eu decidi o colocar na cama, sozinho. Levantei e passei quase 10 minutos o olhando dormir e ele continuou dormindo. Aaaah a liberdade!!!!! Tomei um banho de quase uma hora, namorei, tomei outro banho enorme e só a´fui deitar...e o rapazinho continuou dormindo!
Agora a rotina funciona assim: Às 19h  Shantala e banho, depois disso a gente canta, conversa, ele mama e dorme, o coloco na cama, acendo o abajur, apago a luz e o deixo no quarto e ele nunca acord…

BC: O que Usei e O que não usei do enxoval

O tema dessa semana foi escolhido por essa mamãe que vos fala. Serei rápida porque estou caindo de sono e quero dormir antes do Ravi levantar pro primeiro pit stop (noite passada dormimos de meia noite até quase ás 6h, tô torcendo pra essa noite ser igual).

O que não usei:

Touca: Rio de Janeiro, calor...nem pensar.Luva: Ravi as detesta desde seu primeiro dia de vida.Pagão: Comprei 5 conjuntos, só usei 2, uma vez cada um. Achei muito ruim pegar um recém-nascido com aquela roupa que fica subindo.Carrinho: Grande, pesado, horrível sair com ele na rua. Virou bercinho na casa da minha mãe
O que usei: Body: Quanto mais melhor, a roupa não sobe, o bebê fica certinho.kit de unhas: Ainda não uso a tesoura nem o cortador, mas preciso lixar a unha do Ravi a cada 2 dias ou ele fica todo lanhado.Kit Higiene: Ter tudo ali a mão na hora do banho e da troca de fralda é ótimo e como Ravi não dorme no escuro (desde a maternidade, se apagar todas as luzes ele chia) o abajur é nosso melhor amigo a noiteCue…

O Banho

Para começar queria dizer pra vocês que tem 2 fotos do Ravi aqui. E agora peço que voltem e leiam o título com uma voz sombria e assustadora. Obrigada

Vocês lembram que eu tinha pavor um certo desconforto com a simples ideia de dar banho num recém-nascido? Pois é...
Meu plano inicial era deixar essa tarefa por conta da minha mãe, mas ela só foi no hospital no primeiro dia e lá não podia dar banho antes de 24 horas de nascido ou seja fuen fuen fuen...
No segundo dia do Ravi nascido a enfermeira veio e pediu que eu tirasse toda a roupa dele pra pesar. Quando voltamos da pesagem as outras mães do quarto começaram a preparar o banho dos seus filhos, e minha perna começou a tremer! Que nervoso gente...juro.
Fui até o banheiro, enchi a banheira e voltei...minhas pernas tremiam, peguei o bebê e comecei a seguir os passos dos vídeos que eu assistia e já estava esperando ele começar a berrar, espernear como qualquer bebê só que ele ficou quietinho e eu dei banho...e não quebrei ele no meio ou …

Post Frankstein

Imagem
Tenho tanto a lhes falar, e o tempo é sempre um mistério, nesse momento Ravi dorme, mas se ele dormirá até o fim do post é um mistério....
Vou começar desejando um Feliz Ano Novo. Ainda da tempo de desejar um Feliz Ano Novo, né?
Desejo a tod@s um 2014 de luz e paz!!!!
Vou parabenizar também a Nana que está com o biscoitinho no forno!!!! Que Biscoitinho ou Landinha venha com muita, muita, MUUUUUITA saúde!!!!!!!!

Ravi completou seu primeiro mês no dia 26, logo depois do Natal. Esta cada dia mais esperto, risonho e mamão (pai dele diz que ele é um mamão porque mama de mais). Antes de chorar ele faz biquinho e eu acho a coisa mais lindo do mundo. Ele dorme super bem, acorda só 3 vezes pra mamar, mas como fazemos CC ficamos acordados menos de 5 minutos.
Conseguimos instituir uma rotina pra dormir. Achei que isso não daria certo antes dos 3 meses, mas comecei na 3ª semana dele e desde o primeiro dia a coisa toda já fluiu.
A rotina funciona assim:
Por volta das 20h ele toma um banho pra rela…