Vivendo a vida com emoção pt 2

Onde eu parei? Ah sim...
Estava lá na minha mãe sem saber como sair pra comprar o teste de gravidez.
Eu poderia simplesmente falar a verdade pra ela, mas como eu disse no outro post, não estava pronta para os julgamentos ainda.
Mas, por providência divina, sorte ou sei lá eu o que minha mãe precisa de itens do mercado e não queria sair de casa. Ora bolas, como boa filha que sou, me ofereci a ir pra ela. E lá fomos nós, minha ansiedade e eu rumo a farmácia.
Peguei o teste e fui pra fila do caixa, tentando parecer uma mulher tranquila e bem resolvida. Paguei e saí rumo ao mercado, com aquela caixinha pesando 2 toneladas na minha mão. (Só pra vocês saberem eu tenho crises de ansieadade)
Quando entrei no mercado, minha perna tremia, eu hiperventilava e estava prestes a surtar. Precisava pegar papel higiênico, filtro de papel 102 e pão integral. Quem disse que eu achava essas coisas? Fiquei rodando, entrando nos corredores, olhando pras coisas, eu só queria ir pra casa, mijar no teste e descobrir logo de uma vez se tinha outro bebê ou não.
Quando finalmente juntei tudo, paguei e saí do mercado percebi que estava com a sacola da farmácia na mão e minha mãe certamente ia querer saber do que se tratava, então passei no sacolão (horti-fruti) e comprei frutas.
Cheguei, deixei as compras da minha mãe, peguei minha cria e lá fui eu...
Me tranquei no banheiro, mas Ravi ficou batendo na porta e eu o deixei entrar.
Fiz o xixi no copinho, coloquei a tirinha por um minuto no copinho, tirei a tirinha e deixei na janela.
E fui viver os maiores 5 minutos da minha vida. Vejam bem, Ravi tem 1 ano e 3 meses, nossa casa é minúscula, a situação financeira tá apertadíssima e eu ainda faço faculdade, e engravidar 2 vezes já atrasou minha formatura em 1 ano e meio (ou mais, já que a Estácio não quer deixar eu me formar NUNCA).
Quando peguei o teste pra conferir o resultado estava num misto de medo e conformismo.
Assim que vi o resultado, mandei sms pro marido "Fiz o teste.". Em menos de um minuto ele me respondeu "E?"
"Negativo!"
As amigas tentantes, por favor, me perdoem...mas eu fiquei TÃO FELIZ!!!! Eu sonho muito com outros filhos, eu quero a casa cheia, quero mesmo...mas, não agora. Não tem como. Minha vida tá um caos e o Ravi é a minha força e motivação pra continuar lutando, a única coisa que ainda me mantém na faculdade, por exemplo, é a possibilidade de oferecer a ele um futuro decente. Mas, outro filho agora não ia ajudar.
Daí hoje de manhã, depois do susto e de dividir a história cazamiga seu Francisco chegou com tudo.

Desculpem-me dividir o post em 2, tá? Mas poxa...eu esperei 7 dias pra saber o final da história. 

Comentários

  1. Ahhh, que bom, Mari! brigada por dividir tao rapido conosco (eu vi o post anterior de manha, e fiquei feliz por ja ver o final agora ). Super te entendo por nao querer filho agora. Quer saber? Acho que dificilmente voce ficaria gravida tendo atrasado tao poucos dias assim com o remedio, MAS isso ensina pra gente (pra mim tambem, rs) que devemos tomar mais cuidado. Olha, outro dia fiquei sabendo que a minha amiga conhece um casal que engravidou quando o mais velho estava com 3 meses. E... SAO GEMEOS! Pois esse casal tera 3 bebes em casa em breve!
    Beijos,
    Rita

    ResponderExcluir
  2. Hahahaha!!!
    Quis deixar a gente sofrer como vc sofreu de ansiedade!! Danada!! rsrs

    Ainda bem que deu o resultado que vc desejava!!!
    (Eu tb não estou pronta pra outra ainda, não...apesar do meu marido querer muito logo! rs)

    Beijos e boa sorte com tudo por aí!

    ResponderExcluir
  3. Você é uma comédia Mari!
    Mas que bom que o final foi feliz :))

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados para evitar a fadiga, mas não se acanhe e comente ou me sentirei falando sozinha.

Postagens mais visitadas deste blog

A perda gestacional existe...e tem rosto.

Epifanias

Sapos e Princesas