Cada mãe...

Se eu, ouso criticar uma mãe que dá refrigerante na mamadeira ou que dá Mucilon, vai saber a primeira coisa que recebo como resposta é "cada mãe sabe o que é melhor pro seu filho" e daí pra pior...sempre. Galera se dói e parte logo pra ofensa.
Mas agora a pouco, enquanto eu passeava pelo twitter, vi um grupo de mulheres (algumas delas mães) fazendo piada com a merenda da filha da Bela Gil, como se levar batata doce e granola pra escola fosse algum tipo de castigo terrível. "Imagina essa menina numa festa, ia ficar doida com bolo e brigadeiro." Mas e o papo de que cada mãe sabe o que é melhor pro seu filho?  Só vale quando é pra fazer escolhas baseadas em sobrevivência?
Na hora de respeitar as escolhas saudáveis não pode?
As mesmas moças fizeram piada com um post do Macetes de Mãe que dá dicas pra uma festa com cardápio saudável, "imagina o sofrimento dessas crianças", " onde fica a diversão?" e "nossa pessoal leva as coisas muito a sério"  foram os comentários que li...
E fico pensando se houvesse ali um grupo de mães liderado pela Bela Gil criticando um post sobre Smash The Cake...aí acabava o mundo. Xiita, não é mais mãe que ninguém, índia, hippie...
Juro que não entendo essa compreensão seletiva!
A gente respeita pra ser respeitado.
Cada mãe, sabe de fato o que é melhor, o que é mais fácil, o que fica mais bonito nas fotos, cada mãe sabe que nem sempre os 3 significam a mesma coisa. Cada mãe é responsável pelas suas próprias escolhas.
Apontar o dedo, fazer piada e julgar as escolhas dos outros é divertido e mais fácil do que ter sororidade, sei bem porque já brinquei disso, mas não nos leva a canto nenhum.
Que cada mãe cuide do seu, com informação e escolhas baseadas apenas no desejo do melhor pro filho...

Comentários

  1. Ah, Mari! Sabe de uma coisa, to até preferindo não ler nunca mais os comentários que as pessoas deixam no facebook.
    O aniversario da minha filha é nesta próxima semana e ela não vai comer bolo. Aliás, teremos alguns cupcakes pros adultos. As crianças vão comer frutas devidamente organizadas no formato de um bolo. Todos meus amigos gringos aqui não dão muito açúcar pros seus filhos.
    Enfim... cada um no seu quadrado, né!?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Complicado, Mari!
    Compreensão seletiva, é exatamente isso! Não entendo também. Mas tô preferindo direcionar minha energia pra outra coisa mais produtiva, porque isso só desgasta, né.

    Mais acolhimento e menos dedo na cara, é o que eu digo.

    Beijo beijo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados para evitar a fadiga, mas não se acanhe e comente ou me sentirei falando sozinha.

Postagens mais visitadas deste blog

A perda gestacional existe...e tem rosto.

Epifanias

Uma Baita Viagem?!