Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2015

Há dois anos

Imagem
Há dois anos atrás eu não tinha noção da trabalheira que ia ser ter um filho. Eu não tinha dimensão do que era o tal amor materno. Eu usava a expressão "dormi feito um bebê". Eu não me preocupa com facas e tesouras no armário da cozinha. Há dois anos atrás eu dormia quando tinha sono.
Há dois anos atrás minha vida estava escura, eu tinha medo, eu carregava um trauma...e então na manhã daquela terça-feira junto com o sol, nasceu o Sol...
Graças a Deus eu pouco me lembro de como era a vida há dois anos atrás. Eu não sei porque Deus achou que eu seria merecedora de cuidar de uma criatura tão divina quanto é esse rapazinho, educado, inteligente, carinhoso, sorridente, e por isso há dois anos toda gratidão ao divino é pouca...





Hoje eu abri o blogger pra fazer um post #mimimi, narrar como está difícil esse lance de Ravi, faculdade, estágio, e otras cosita más, mas aí me deparei com esse post. A Jobs é cega e te 3 filhos, e aí lembrei da Chloe que tem 6 filhos (o mais velho tem 3 anos), 22 anos e vive numa cidade sem nenhum parente próximo, ou seja, estou reclamando de barriga cheia...então, não tem reclamação aqui não.
Segue o jogo, segue o fluxo, segue a vida!!!!

A loja dos Horrores

Ontem fui comprar umas bermudinhas para o Ravi, que andava carente de bermuda boa pra sair. Decidimos ir no centro comercial (que termo bonito não é mesmo?) do bairro porque compraríamos pelo menos 3 bermudas com o preço de uma no shopping. E lá fomos nós...
Compramos uma bermuda linda na primeira loja e entramos na segunda, a loja é velha ~clássica~ já, minha mãe costumava comprar roupas pra mim naquela birosca e por isso sempre passo lá pra ver se tem coisas interessantes para o curumim, enfim...
Ontem a loja estava cheia e o seu Marinho (o dono) não estava por lá, mas por outro lado haviam cerca de 10 vendedoras. Assim que entramos uma dela veio nos atender, super simpática e solícita, nos mostrou diversos modelos de bermudas e eu escolhi duas, e fui com o Jagi para o provador, como eram pouco mais de meio dia, ele já havia entrado no modo "Estou Com Sono" e estava ranheta e aí começou toda a palhaçada. "Dá um pirulito pra ele", disse a vendedora que nos atendia…