Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2016

A facilidade de ser um super pai...

Imagem
Tudo começou quando eu li essa notícia aqui:





O presidente interino, convocou a impressa para fotografá-lo buscando o filho na escola e assim passar uma imagem mais simpática para a população.
Me deu um certo siricutico, sabe?
Buscar o filho na escola não é ser simpático, ser gente boa, participar ativamente da criação e educação dos filhos é obrigação, seja você presidente, ministro, traficante ou guardador de carros!!!
Tá errado isso aí!!!
Pai não ajuda, galera!!!! Pai participa!!!!!
Não dá pra deixar o cara ser super por fazer o que ele tem que fazer mesmo!!!!
Ser um super pai é muito fácil, assim como ser uma mãe de merda.Afinal a sociedade usa dois pesos e duas medidas. Esses dias minha tia me disse que "o filho é da mãe, não tem o que discutir.".Como ela não tem filhos, decidi não discutir, mas percebi que a decisão dela de não ser mãe, deve ter tido muito haver com isso. Afinal, minha avó criou e sustentou sozinha 5 filhos, morando num quartinho, o pai deles depois da …

Pra onde eu vou?

Primeiro gostaria de dizer que leio os blogs todos e comento tudinho mentalmente, mas infelizmente nem sempre sobra tempo pra comentar por escrito.

Cecília 49 dias, Ravi tem 2 anos e 7 meses, Igor teria 3 anos e 8, e a faculdade tá aí fazem par com esse tanto de gravidez, perda e bebês.
A Mariana que decidiu que Turismo não era pra ela e que deveria mesmo era estudar psicologia, que estagiou em duas delegacias diferentes, aquela que saiu da DP de shortinho e tomara que caia, com R$50 e o Bilhete Único no bolso e largou o uniforme no armário pra ir ao pré Réveillon do Bola Preta, que ia ao cordão do Bola Preta todos os carnavais, que amava saltos e perdia a noção do tempo jogando videogame. Aquela Mariana que queria fazer mestrado em alguma área relacionada a neuropsicologia, pnl, que queria ser Doutora, de fato com PhD mesmo. Essa Mariana que se achava gorda com 67 kg, não existe mais. O sorriso dela ainda é visto nas fotos por aí, mas pouca coisa sobrou.
A Mariana de agora já beira os…

Tá tudo bem..

Ontem Ravi tomou a última dose do antibiótico e por aqui, tá tudo bem.
Dá infecção ficou mesmo só a lembrança.
Ravi tá lindo, serelepe, comilão (esse dias pediu feijão com arroz no lanche) e sem problemas na hora do xixi.
Cecília vez ou outra dorme a noite toda (acorda às 5h pra mamar, mas já é um adianto).
Eu estou cada dia menos puérpera, ando com uns probleminhas de autoestima, mas passa, né? Porque com disposição e um tempinho eu me ajeito...