Pra onde eu vou?

Primeiro gostaria de dizer que leio os blogs todos e comento tudinho mentalmente, mas infelizmente nem sempre sobra tempo pra comentar por escrito.

Cecília 49 dias, Ravi tem 2 anos e 7 meses, Igor teria 3 anos e 8, e a faculdade tá aí fazem par com esse tanto de gravidez, perda e bebês.
A Mariana que decidiu que Turismo não era pra ela e que deveria mesmo era estudar psicologia, que estagiou em duas delegacias diferentes, aquela que saiu da DP de shortinho e tomara que caia, com R$50 e o Bilhete Único no bolso e largou o uniforme no armário pra ir ao pré Réveillon do Bola Preta, que ia ao cordão do Bola Preta todos os carnavais, que amava saltos e perdia a noção do tempo jogando videogame. Aquela Mariana que queria fazer mestrado em alguma área relacionada a neuropsicologia, pnl, que queria ser Doutora, de fato com PhD mesmo. Essa Mariana que se achava gorda com 67 kg, não existe mais. O sorriso dela ainda é visto nas fotos por aí, mas pouca coisa sobrou.
A Mariana de agora já beira os 30, experimentou uma das piores dores que existem, que mesmo 4 anos depois ainda faz chorar e deixa a sensação constante de que tá faltando alguém, só usa sapatilha sem salto porque combina com tudo e não precisa estar com a unha do pé feita e o principal, essa Mariana de agora mudou todos os seus planos.

Vejam bem, me formar é mais que uma objetivo, é quase uma questão de honra!!!! Sou eu contra a Estácio numa batalha!!! Eu preciso do meu CRP e ele precisa de mim! Mas, os caminhos atè lá se fazem diferente, tô sem pressa. Quero ter tempo de curtir minha pequena, meus pequenos. E depois de formada quero trabalhar meio expediente, quero vê-los crescer e quero ser vista por eles, como um porto seguro para onde sempre podem correr quando ficar difícil. Quero criar vínculo de amizade, de confiança. Ser uma mãe amiga, não uma "amiguinha", mas uma mãe parceira.
Vai ter pós graduação sim, vai ter PNL também porque o cérebro humano me fascina, mas vão haver novos rumos também.
Sem pressa...

E pode ser que um dia eu pense diferente! Que daqui 50 dias eu ganhe na Mega Sena! Que daqui 2 anos e 7 meses eu queria trabalhar por 8 horas diárias! Ou que daqui 3 anos e 8 eu ache que meu CRP já perdeu a graça e o diploma de Turismo valha mais a pena, me mude pra Porto das Galinhas e abra uma pousada.

Pra onde eu vou?
Pra onde eu me sinta feliz, não só no destino final, mas também durante o caminho.

Comentários

  1. Mari do céu! Me vi muito no seu post (até na parte de comentar mentalmente em todos os blogs, mas nem sempre chegar às vias de fato, haushausashshuahsuahs).
    Eu era outra, eu tinha outros planos, tudo tão "certo" sabe. Minhas certezas andam mudando de lugar, dando espaço para novos olhares e novos experimentos. E até coisas que eu pensei que nem queria mais, que não faziam diferença, agora quero e vou fazer, rs. Enfim. A gente vai descobrindo o caminho enquanto caminha mesmo, né? E que nos faça feliz, é o que quero e desejo.

    beijo grande!

    ResponderExcluir
  2. Já te disse o quanto te admiro? Mari que essa sua garra permaneça e te leve sempre para onde vc será feliz!

    ResponderExcluir
  3. Estou voltando para o blog e cada vez mais surpresa em saber como vocês estão..que saudades !!
    beijos

    http://suzyelolo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados para evitar a fadiga, mas não se acanhe e comente ou me sentirei falando sozinha.

Postagens mais visitadas deste blog

A perda gestacional existe...e tem rosto.

Epifanias

Sapos e Princesas