Desabafo

A vida tá boa, não tenho do que me queixar. Vez ou outra me pego admirando minhas crias ou sentindo um frio gostoso na barriga enquanto planejo umas paradas aí...mas....deixa eu fazer um desabafo aqui:

Estou me sentindo carente de amigas, vejam bem, vocês são fofas e tudo mais, mas estou falando de gente de carne e osso dessas que a gente olha nos olhos.
Depois da perda do Igor mais da metade se afastou, não sei se era falta de tato pra lidar com a situação ou se eu tava insuportável de lidar, mas enfim...aí o Ravi nasceu e mais algumas se afastaram...agora após o nascimento da Cecília parece que não sobrou ninguém.
Acontece que eu também me afastei de algumas pessoas também, gente que não combinava com a vida com filhos, gente que não combinava mais comigo
...
Agora estou aqui pensando onde eu acho umas amigas presenciais...
Tem amigas queridas, gente que amo de paixão sem nunca ter visto de perto, mas tá faltando contato físico, olho no olho, abraço apertado...
Sigo aqui na esperança de encontrar essas amigas por aqui, nos percursos da vida.

Comentários

  1. Ai Mari que difícil né?
    Eu me senti assim quando casei. Metade das amigas foram embora, acho que por culpa minha também ou por sentirem que não combinávamos mais. Dai engravidei e o outro bocado se foi justamente por essa incompatibilidade: Elas sem filhos e com vida de solteira e eu casada e gravida... Não encaixava né? Mas dai gravida entrei em grupos de mães, face, whatss e de repente essas amigas virtuais tornaram-se de carne e osso. Programamos encontros, participamos da vida umas das outras, vamos aos aniversários dos filhos, os maridos viraram amigos e deu certo, somos amidas que eram virtuais e nos tornamos reais com objetivos, medos e vida em comum. Segue dando certo...

    ResponderExcluir
  2. Sei como é, como se sente, mas não fica assim não, tenta se aproximar de quem vale a pena ou fazer novas amizades...bjs

    http://futuramommy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados para evitar a fadiga, mas não se acanhe e comente ou me sentirei falando sozinha.

Postagens mais visitadas deste blog

A perda gestacional existe...e tem rosto.

Epifanias

5 meses: Celebrações e Desenvolvimento