Postagens

Mostrando postagens de Março, 2017

Time for change

Imagem
Tá na hora de mudar. Mudar o layout, mudar o banner, mudar um pouquinho o tema também.
Porque falar de maternidade é legal, mas eu quero falar de outras coisas também...
O número de leitores já caiu tanto que eu me acho no direito de falar de outras coisas sem medo ser feliz!!!!

Fico aqui no casulinho, mas já já sai um blogleta (ai que trocadilho uó) novinho em folha!!!

Mães & Mais

Essa semana eu bombei lá no blog, teve post sobre como cuidar dos cabelos crespos e cacheados e teve relato de perda.
Depois passem lá pra dar aquela moralzinha

Ame Joaquim

Joaquim tem 7 meses, é portador de uma síndrome rara DEGENERATIVA, com perspectiva de vida de 2 Anos, A.M.E como é conhecida.
Aos dois meses de vida teve parada cardio respiratória dentro de casa, ficou 21 dias na UTI. Se alimenta por sonda.
A doença levou todos os movimentos, levou o sorriso, levou a parte respiratória.
MAIS A DOENÇA NÃO LEVOU A COGNIÇÃO DELE.
Ele entende tudo, ele quer viver, ele quer correr, brincar.
DIA 23 de DEZEMBRO FOI APROVADO O ÚNICO MEDICAMENTO PARA TRATAR A DOENÇA.
Ele pode recuperar tudo que ele perdeu.

Com nossas campanhas e doações conseguimos 6,66 % do valor, mais ainda falta muito, pois o valor do medicamento é de 3 milhões de reais.

Você pode ajudar clicando aqui.
Pra conhecer melhor a história o Insta é esse aqui


Perdida em mim

Às vezes eu tenho a sensação de que o único lugar, não só na internet o único mesmo, onde eu posso falar claramente como eu me sinto sem que ninguém surja me dando a solução mágica de como resolver o problema. Eu vejo a maternidade mais ou menos como o mar, sabe? Você tá ali de boa curtindo a maré e de repente vem uma onde e te puxa num caixote de dar medo. Eu estava começando a curtir a marolinha de novo com Ravi, quando Cecília chegou como um ciclone e me sugou e por mais que eu tente voltar a superfície estou constantemente sendo sugada de volta para o ciclone que é ter dois filhos e me perdi de mim! Abandonei hábitos, desejos, adiei sonhos, troquei planos,mudei de ares e círculo social. As vezes eu relaxo e curto o ciclone, deixo que as águas agitadas da maternidade me carreguem, as vezes eu me debato tentando emergir, respirar. Tento implementar rotinas, familiares ou totalmente não relacionadas a maternidade, mas tenho falhado miseravelmente. Não tá fácil, viu? Cecília tem só 9 me…