A Matrix


Com 3 meses eu passei a tomar mamadeira de farinha láctea, aos 6 meses fui desmamada e pra celebrar tomei uma mamadeira de Coca-Cola e comi caldo de mocotó com arroz passado no liquidificador, o ano era 1988...e eu não morri. Minha mãe me batia pra me educar, batia MESMO...uma vez apanhei com uma corrente de bicicleta, ficou a marca e tudo e eu não morri. Eu sou uma sobrevivente, mas nem por isso vou repetir esses erros com meu filho, não quero que ele seja um sobrevivente, quero que ele receba o melhor. Minha mãe fez o que ela achava que era o certo, o melhor....ela estava (e ainda está) na Matrix.
Ano passado, ainda grávida, conversava com colegas solteiras e sem filhos, uma delas disse que ia bater nos futuros filhos e que daria cházinho de alface porque não queria perder noites de sono, a conversa virou uma discussão levemente acalorada. onde eu defendia que bater não faz bem a ninguém, nem a mãe que bate e nem ao filho que apanha, e que noites acordada fazem parte da maternidade e ela, apenas ironizava que ia fazer e bla bla...então eu encerrei o assunto. Ela não estava pronta pra sair da Matrix, e como não estava grávida achei que não valia a pena tentar resgata-la ainda....e talvez não valha nunca a pena, algumas pessoas simplesmente não querem ser resgatadas.
Por um tempo eu queria resgatar a todos, acho que foi assim que fui resgatada. Comprei briga, discuti, informei...mas um dia percebi que não é pra todo mundo, não é....
Hoje eu falo as minhas escolhas, caso a pessoa concorde ou se mostre interessada eu sigo em frente, caso contrário eu apenas sorrio e aceno...

Aqui sou eu contra o mundo, preciso ouvir minha mãe dizer que "americano não tem essa mania de amamentar", a sogra ouvindo que estou arrumando ideia em dar só lm pro meu filho ou uns palpiteiros que meu filho é magrinho e precisa do NAN pra ter sustância e pior ainda ouvir o marido fazer pouco caso da minha vontade de manter o Ravi longe de refrigerantes, fritura e besteiras em geral...Não é fácil ser um resgatada...não é fácil sair da Matrix....


Comentários

  1. Adorei seu post!
    Com relação a isso por aqui eu tb já sai da Matriz rs
    Bjo!

    ResponderExcluir
  2. Mari, dá aqui um abraço, amiga!! \o/
    Não adianta querer resgatar a todos, porque como dizem as ativistas "a porta só abre pelo lado de dentro". Enquanto ela permanecer trancada, podemos bater o quanto for, ninguém vai abrir. É difícil, eu tb queria dizer um monte de coisas pra um monte de gente, mas é complicado quando a pessoa está focada em reproduzir o que acha "certo" ou "legal".

    Aqui também sei que enfrentarei algumas batalhas, principalmente relacionadas à alimentação do baby-baby. Tô tentando não surtar agora pensando em como vai ser, mas sei que não vou ceder, pelo menos não tão cedo. Taí, acho que vou fazer um post disso também, hehehe

    Força pra nós!
    Dá um certo "trabalho" ter saído da bolha, mas é tão gratificante que eu não troco por nada! rs

    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  3. Pois é Mariana,
    por aqui ainda sou tentante e já me dói essa ideia. Marido está saindo, um passinho a cada dia. Ainda fala que tem que apanhar em casa pra não apanhar na rua, mas gosta de outras ideias que eu proponho. A família eu sei que será um causo complicado. Mas nada de pré ocupação.
    Também tive essa fase de "converter" todos ao meu redor, hoje é cara de alface e meia volta.
    Bjinhos

    ResponderExcluir
  4. Acho que eu já fugi de la kkkkk
    Me irrita, perco a paciência e acabo desistindo porque acho que não vale a pena.... é difícil, mas um dia quando eu tiver um baby vai valer a pena o sacrifício =)
    Bjus
    http://seraquevousermae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Vixe! Esqueci mesmo do tema...vou escolher um hj!
    Sobre opiniões, aprendi que temos que seguir nosso coração. Se a pessoa quer ouvir, bem, se não, como vc disse, tchauzinho!! Bjooo

    ResponderExcluir
  6. Eu ñ vejo a hora de sair do LA e está bem perto se Deus quiser!!
    Amamentar ñ é crença é saúde, mas ñ dá pra discutir né?!?!

    Eu tb pretendo deixar minha pequena longe de besteiras, aqui em casa nós temos o dia de comer besteira que é sábado e geralmente comemos pizza, e quero que assim seja com ela, pq ñ quero uma filha sofrendo com obesidade infantil, apática! Mas tb ñ discuto!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Assino embaixo Mariiii!
    Faço toda questão do mundo de dar LM exclusivo ate os 6 meses! E zero porcaria! O que mais escuto é que nao tem problema eu dar uma chuquinha de Aptamil pra ele e dar suco e cha! Isso me mataaaa!
    Mas vamos manter a calma :)

    ResponderExcluir
  8. Mari, tu tá certa! Sair da Matrix não é pra qualquer um. Eu me acho privilegiada por ter saído. Aliás, acho que nem estive tanto nela assim. Sempre prezei pela alimentação saudável por exemplo. Você ainda enfrentará muito blá-blá-blá e terá que só sorrir mesmo. E acenar como esses pinguins.
    Beijos, Rita

    ResponderExcluir
  9. Tem matrix achando que está resgatada. Mas enfim né...
    Cara, não é mole não!! Já viu fila de espera de pediatra?
    Eu surto por dentro! Vontade de levar todo mundo pra casa e criar, dá pena das crianças!!!
    Respeito as pessoas de fora, mas se é alguém da minha família ou conhecidos íntimos que vem discutir alguma decisão minha, eu sempre falo "é você que acorda de noite pra amamentar? ou é você que passou 4 anos na faculdade estudando sobre isso? ou pelo menos, passa 3 horas do dia na internet lendo sobre pedagogia infantil? Não? Então não tem o direito de opinar".
    Será que Francisco e Ravi nunca tiveram cólica porque nasceram de PN, no dia que eles quiseram, que estavam "maduros" e por isso o intestino deles é menos sensível? Porque cólica é por causa de intestino imaturo ainda...
    Agora todo mundo acha ótimo eles serem assim, mas na hora que lutavamos pelo nosso PN, eramos chamadas de loucas...
    Eu imagino o quanto você ouve pelo Ravi ser magrinho. Francisco está com 5,750 e a pediatra passou vitaminas para ver se ele engorda mais um pouquinho já que "meu leite nao dá conta". Que dó né? Claro que rasguei a receita e nao volto nunca mais lá!
    Ser resgatada é muito difícil. Mas ow, é muito gratificante saber que nossos filhos tem sorte! <3

    ps.: Sua almofada ainda está guardada aqui! Como faremos? Com esse sol do inferno de todo dia tá impossível sair com Francisco, e imagino que seja o mesmo pra você sair com o Ravi!

    ResponderExcluir
  10. Aii Mari, eu tbm fui criada mais ou menos assim (apesar de mamar no peito até 4 meses) Acho que era muito de época, de coisas ensinadas a alguns anos atrás. Coitadas dessas pessoas que não evoluíram e acham que bater educa... Muito pelo contrário, bater causa medo e medo não é respeito, não é...
    Sempre tem alguém querendo "educar" nossos filhos por nós... rsrs
    E esse povo que não quer passar noite acordada não merece ter filhos, pq isso faz muuuuito parte de ser mamãe.....

    beijooos

    http://esperadomeupresentinho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados para evitar a fadiga, mas não se acanhe e comente ou me sentirei falando sozinha.

Postagens mais visitadas deste blog

Pensando aqui...

A perda gestacional existe...e tem rosto.

Epifanias