Vivendo a vida com emoção

Sentem-se, apertem os cintos e relaxem porque a viagem vai ser emocionante!!!
Ah e vou falar de sangue e tal, então deixem o nojinho na porta, obrigada.
Comecemos do começo...
Mês passado fiquei 3 dias sem tomar o anti bebê, porque acabou e eu sempre esquecia de comprar. Ai ai ai, viu? Mas passou, nesses 3 dias nós nem ousamos fazer nenhuma brincadeirinha sacana. No quarto dia, eu finalmente comprei o remédio e troquei o horário de 10h pra 19h e nesse dia, teve sacanagem e tal...passou.
Vocês ao perceberem sobre o que é o post
Na segunda, dia 2, eu estava a espera do seu Francisco, mas ele não veio...passou segunda, terça, quarta, quinta e NADA...nadinha. Muitas cólicas, mas o sangue que é bom? Necas!!
Na sexta a noite veio cá um sanguinho, bem pouquinho quase como início/fim de ciclo  e fui dormir aliviada e de absorvente. Mas daí na manhã de sábado, guess what? Absorvente branco como a neve!!!! Oi?




E aí começa bater aquele desespero, né? Perdi o chão, o foco, a perna tremia, não conseguia ficar de pé...JURO! A palavra "nidação" ficava ecoando na minha mente. Deu falta de ar e tudo.
Sábado fui pra casa da sogra com a intenção de almoçar, mas acabamos ficando pra dormir, vendi minhas bugingangas e a noite, mesmo esquema da noite anterior. Um tico de sangue na calcinha...aí pronto. Surtei grandão.
Domingo fomos a uma festa de aniversário dos filhos do meu primo, a diferença entre eles é de 2 anos e 1 dia. Um nasceu 18/02/2010 e o outro 19/02/2012, ambos de parto normal e tal, não foi escolhida a data, e eu comecei a entender aquilo como um sinal divino de que oh Ravi vai ter um irmão/irmã com 2 anos de diferença...e foi o que bastou pra eu pirar de vez.
Passei a noite de domingo pra segunda acordada!!!!
Segunda na faculdade, não prestei atenção em coisa alguma! Olhava para os professosres, mas não ouvia nada. Falei com marido sobre fazer o teste e ver logo no que dava, mas ele não queria, tava com medo do resultado.
Pois bem...
Cheguei, fui recebida pelo meu curumim que mamou e dormiu e comecei a planejar o que fazer.  Quando ele acordasse, pediria minha mãe pra ficar com ele pra eu comprar produtos pro meu cabelo, passava na farmácia, comprava o teste, passava na loja de produtos de beleza, comprava um finalizador pro meu cabelo, colocava o teste dentro da bolsa da perfumaria e pronto. Ninguém ia saber!!! Moleza!!!
Ravi decidiu não acordar. Dormiu as 11h e só acordou as 14h, porque eu acordei pra ele almoçar. Crianço almoçado fui lá pedir minha mãe pra passar um olho nele rapidinho e SURPRESA!!! Ela me comprou o kit da Boticário pra cabelos cacheados...
Merda!!! E agora? Faz como pra sair? Porque levar o bebê pra comprar o teste não era uma opção, veja bem...não era a hora de lidar com os julgamentos ainda.


Advinha só, serei sacana e vou deixar o fim do post pra amanhã....
Mas só porque vai ficar muito grande e vocês vão acabar não lendo tudo.

Comentários

  1. aiiii meo Deos!!!! Como n ler tudo?

    ResponderExcluir
  2. Aaahhhh!!! Usei meu auto-controle no nível máximo do máximo pra não rolar a página até embaixo pra ler logo o final e vc me deixa com um final desses???
    Naaaaooooo!

    Hahahaha

    Amanhã cedo, hein, que aqui o dia começa 4 horas antes! rs

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Ahhhhhhh!
    Sacana mesmo!

    Até parece que não iríamos ler tudo!

    Conta logooooo!

    Bj

    ResponderExcluir
  4. Ahhhhhhhh!!! E agora, José?!?!

    ResponderExcluir
  5. Cade a parte dois caspita! To esperando!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados para evitar a fadiga, mas não se acanhe e comente ou me sentirei falando sozinha.

Postagens mais visitadas deste blog

Epifanias

A perda gestacional existe...e tem rosto.

5 meses: Celebrações e Desenvolvimento