Contatos imediatos de primeiro grau

Falei pouco por aqui nos primeiros meses do Ravi, mas todos que conviveram com a gente sempre me ouviram chamá-lo de bebê perfeito. Nunca trocou o dia pela noite, só passou uma noite em claro (sua segunda noite nesse mundo), posso contar nos dedos da mão quantas vezes ficou doente (3gripes e 1 gastroenterite), sempre muito simpático e sorridente e extremamente carinhoso. O bebê perfeito!
Depois dos 8 meses, mais ou menos, ele começou a testar limites. Uma pirracinha aqui, outra ali, mas nunca deixando de ser o bebê perfeito...
Até que no último sábado meu filho foi abduzido e sofreu lavagem cerebral e voltou uma outra coisa, uma criaturinha de aparência doce e meiga, mas que quando contrariada se joga no chão, grita e esperneia , criaturinha essa que ou tem surdez seletiva ou ignora solenemente todos os meus nãos como se não os ouvisse e se eu tiro do lugar, explicando na maior calma o porque de não poder, volta pra parte do gritar, se jogar no chão e espernear. Não tá fácil, amiguinhas...não tá.
Queria pedir aos aliens que voltassem aqui e devolvessem meu bebê, tem como?
 Hoje depois de eu preencher uma dessas telas burocráticas da vida, com várias informações e estar pronta pra imprimir a tela final, o guri, que estava na varanda jogando bola com a Jaja, meteu o dedão e desligou o notebook e quando eu disse que não podia, mandou um agudo e desligou a impressora.
Eu briguei sério, gritei, disse que estava de mal, ele chorou, pediu colo, eu o afastei e chorei também (ando cansada, amiguinhas...esse lance de filho + faculdade não está fácil).
Não sei se o problema são os 5 dentes (caninos incluso) que estão rasgando, se o temido terrible two chegou com 8 meses de antecedência ou se foi mesmo uma experiência alienígena, só sei que não tá fácil....
Espia a cara de pimenta do cidadão

Comentários

  1. Sei bem como é Mariana!!! A minha Mazi olha pra mim e grita o mais alto que pode!!!É terrível né? Nem sei como dizer algo porque passo pelo mesmo e também não sei o que é isso?!? Sei lá, deve ser pra gente aprender a ter paciência....Você não está sozinha!

    ResponderExcluir
  2. Se foi experiência alien, eles estão rondando o território por aqui tb...
    Cecília começa a dar os primeiros sinais de "não me fruste, ou me jogo no chão"...ai, Gezuiz!!! rs

    Não é fácil, mesmo! Força aí...devagarinho a gente vai encontrando mais paciência sabe-se lá onde...rs (me pergunta de novo em uns 2 meses e talvez a resposta seja: "corra pras montanhas comigo!" hahahaha)

    Beijo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados para evitar a fadiga, mas não se acanhe e comente ou me sentirei falando sozinha.

Postagens mais visitadas deste blog

Epifanias

A perda gestacional existe...e tem rosto.

5 meses: Celebrações e Desenvolvimento