Ressaca de carnaval

Palma, palma, não priemos cânico, a gestante não bebeu nada alcoólico durante a festa do Momo!
Eu vim mesmo foi pra agradecer todos os "hang in there" e os conselhos no post passado e explicar que eu acredito que "Deus dá o frio conforme o cobertor" ou em termos contemporâneos "a realidade é perfeita". O dito post foi só um desabafo, porque acredito que possa ter gente por aí se sentindo da mesma forma e sem coragem de por a boca no mundo, porque mãe não pode reclamar nunca e apesar de falar do preço dos planos de saúde e de emprego o foco não era a grana e sim os perrengues que uma mulher que é mãe passa na vida.
Aquele post é apenas uma mulher que acabou de fazer 28 anos, está há poucas matérias de se formar, recém formada no curso de coach, dona de casa, mãe de um gurizinho de 2 anos e 2 meses, grávida de 24 semanas, esposa, que as vezes vai pra cama se sentindo no topo no mundo por ter dado conta de tudo e as vezes se sente carregando o mundo nas costas.  E vejam bem, eu tinha planos para os anos de 2016 e inicio de 2017 para que pudesse a voltar a tentar em julho de 2017 e fui pega desprevenida pelo desejo do Divino de me deixar mais esperta ou sei lá eu...

Eu sei que vai passar, eu acredito que as coisas se ajeitam e que com o tempo vou tirar tudo de letra, mas por hora decidi que desabafar ela uma boa, nem que fosse pra aliviar.

Comentários

  1. Com certeza tem muita gente sentindo da mesma forma, e que bom que você tem coragem de desabafar =)
    Tô amando o PEM, acompanho todas as quartas.
    Bjs em vcs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados para evitar a fadiga, mas não se acanhe e comente ou me sentirei falando sozinha.

Postagens mais visitadas deste blog

Epifanias

A perda gestacional existe...e tem rosto.

5 meses: Celebrações e Desenvolvimento