Daquelas postagens "desabafantes"...

Tá foda!!!
É, tá foda!!!!

Esses dias precisei parar de fazer um trabalho da faculdade pra por o Ravi pra dormir porque ele estava enjoado de sono e o pai dele tem zero paciência nesses momentos, quer brigar e acaba agindo como se o menino tivesse 20 anos e não 2. Com ele no colo, eu quase chorei pensando que em breve serão 2 crianças e uma Mariana só, cheguei a cogitar a possibilidade de trancar a matricula e só voltar em 2020.
Marido ajuda, vejam bem...divide as tarefas domésticas comigo. Lava banheiro, passa pano na casa, varre, lava a louça, mas quando o assunto é a cria...vish, ele é ótimo pra cuidar quando está tudo bem, mas se o guri estiver como sono, fome ou no meio da noite, aí quem segura a banana sou eu. E isso tá me desesperando, porque eu não sei mesmo como darei conta de 2 + faculdade.
Existem momentos em que eu me sinto sobrecarregada, é muita coisa pra uma eu só e existem momentos em que eu me sinto abandonada!!!
É tipo quando eu preciso de um favor, trocar de horário com a minha mãe, por exemplo...eu levo as crianças e ela busca, e daí ela se nega porque "fica ruim" ou quando peço algo e ela reclama que "está cansada", veja bem, eu sei que tarefas domésticas cansam, mas eu estou IMENSA e cansada também.
Sei lá...pode ser que hoje eu esteja azeda por estar tendo um dia particularmente difícil...

Comentários

  1. Ai, Mari, já tive esses momentos de pânico tb!
    Aqui não tenho faculdade, mas tb não tenho mãe pra ajudar...
    Marido divide parte das tarefas, mas quem trabalha e estuda é ele, então fica muito só pra mim, especialmente com a(s) cria(s), claro...
    Ultimamente andei delegando umas coisas, simplesmente pq sei que com um recém nascido pendurado em mim, marido vai precisar se desdobrar mais tb - e é melhor começar já, né?!
    Por exemplo, agora ele põe Cecília pra dormir e até tipo 1 da manhã (hora em que ele vai pra cama) fica responsável por acudi-la caso ela acorde...
    Olha, eles se ajeitam, viu?! Se a gente TEM QUE se virar e conseguir, os pais tb conseguem! Força aí pra você!
    Dias azedos fazem parte! Faz uma caipirinha deles e segue em frente! ;)

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabi, hoje mesmo vou começar a delegar tarefas!
      Tem aí umas boas 6 semanas, no mínimo pra se acostumar.

      Excluir
  2. Entendo você, viu? Não estou grávida, mas trabalho em período integral, busco filha na escola (na ida vou a pé - e não é muito perto do meu trabalho - e na volta são 2 ônibus), faço faculdade e pós (as duas são EaD, mas demandam muuuuuito tempo com as atividades, aulas presenciais, trabalhos e provas), cuido da casa, roupa etc...
    Aqui marido ajuda na limpeza da casa (mas tem que pedir, e isso me irrita!), na comida, mas também não tem paciência com a nossa pequena de 2 anos e 5 meses. Então, acaba que a maior parte das coisas que se referem a ela quem faz sou eu, porque também não suporto ver ele dando bronca nela como se ela tivesse 20 anos de idade (toca aqui, amiga! kkk). Estamos no desfralde e conversei muito com ele, para não ficar bravo quando rolar xixi no chão porque pode atrapalhá-la, ameacei tanto que deu certo, ele está colaborando.
    Mas Valentina está numa fase chata: sempre dormiu no seu quartinho, mas há alguns meses só quer dormir na nossa cama, e como ela é grande e espaçosa, ele acaba indo pro sofá (às vezes nos revezamos). Essa noite tentamos, mais uma vez, fazê-la ficar em sua cama, e botei marido pra ajudar no processo. Na primeira parte, ele até ajudou, mas depois dormiu como pedra e não ouviu os choros seguintes. Sinceramente? Acho que, no meu caso, a culpa foi minha: poupei ele demais na fase chata dos 3 primeiros meses de vida com a desculpa de que ele tinha que trabalhar cedo no dia seguinte e precisava descansar. Não deveria ter feito isso. Acostumei mal. Como não posso engravidar novamente, só me resta conseguir mais ajuda agora...
    Boa sorte e fiquem com Deus!

    ResponderExcluir
  3. Ai Mari estamos juntissimas...rsrs, por aqui também é assim, e me perdoa, mas é reconfortante saber que em outros lares tbm, tenho tentado mudar a realidade, como a Gabi delegando mais, mas tá difícil, esse é um dos motivos que me fazem pensar muito em ter o segundinho!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados para evitar a fadiga, mas não se acanhe e comente ou me sentirei falando sozinha.

Postagens mais visitadas deste blog

Epifanias

A perda gestacional existe...e tem rosto.

5 meses: Celebrações e Desenvolvimento