Dois

É exaustivo, sabe?
Eu pouco me reconheço as vezes, a chegada da segunda criança bagunçou tudo, adiou planos e até enterrou alguns.
Alguns dias não tenho tempo pra nada que não seja relacionado a eles.
As vezes o puerpério bate pesado, fico chorosa e sem paciência.
Em alguns outros momentos, Ravi tá com o terrible two aceso e eu fico com vontade de gritar igual uma louca.
E tem aqueles momentos que as duas coisas acontecem ao mesmo tempo e eu quero bater nele e depois arrumar minhas malas e fugir de casa. Esses dias são foda.
Mas aí acontece um sorriso banguela da Cecília e tudo parece perfeito.
Ou após um dia cansativo, deitados na cama, Ravi com a cabeça apoiada no meu ombro me pergunta como foi meu dia.
Veja bem, a chegada da Cecília virou minha vida do avesso e eu ainda estou me recuperando do susto e aprendendo a acertar as coisas, mas ainda assim essas crianças foram a melhor coisa que me aconteceram.

Comentários

  1. Nossa! Só consigo pensar isso kkkkk
    Esse é meu medo de ter o segundo, ficar nesse olho de furacão e não dar conta. Sei que damos conta, mas tenho medo de falhar e isso fala mais alto que a vontade de ter outro bebê.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados para evitar a fadiga, mas não se acanhe e comente ou me sentirei falando sozinha.

Postagens mais visitadas deste blog

Epifanias

A perda gestacional existe...e tem rosto.

5 meses: Celebrações e Desenvolvimento